Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CÂMBIO-Dólar cai ante real por otimismo no exterior

SÃO PAULO, 17 Fev (Reuters) – O dólar operava em queda ante o real nesta sexta-feira, diante da melhora nos mercados internacionais em meio a crescentes esperanças de que os parceiros da Grécia aprovem um novo resgate ao país na segunda-feira, necessário para que Atenas evite um calote desordenado de sua dívida.

Às 10h54 (horário de Brasília), o dólarera negociado a 1,7155 real para venda, em baixa de 0,20 por cento.

Em relação a uma cesta de moedas, o dólar tinha variação negativa de 0,09 por cento, enquanto o euroregistrava ganhos de 0,18 cento, cotado a 1,3157 dólar.

Há um otimismo maior no mercado de que a Grécia finalmente fez o suficiente para garantir um segundo resgate financeiro, e autoridades do país esperam que os ministros das Finanças da zona do euro aprovem o pacote de empréstimos ao governo grego na segunda-feira.

Para o gerente de câmbio da Fair Corretora, Mario Battistel, além do otimismo em relação à Grécia, a alta do dólar na sessão desta sexta-feira ainda reflete os dados da economia norte-americana divulgados na quinta-feira, que apontaram contínua melhora no mercado de trabalho e na indústria do país.

O número de pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos Estados Unidos caiu inesperadamente na semana passada, para perto da mínima em quatro anos, enquanto o ritmo de atividade das fábricas na região Meio-Atlântico do país ganhou força em fevereiro, superando as previsões de economistas.

Refletindo esses resultados, a divisa dos Estados Unidos encerrou a última sessão em baixa de 0,25 por cento, a 1,7189 real.

De acordo com Battistel, com a queda desta sessão, o dólar aproximava-se do “piso informal” de 1,70 real, aumentando as expectativas de novas intervenções do Banco Central no mercado de câmbio, de acordo com Battistel.

“O mercado entende que, se o dólar cair muito, o BC vai entrar”, afirmou o gerente de câmbio, acrescentando que tal expectativa faz com que o próprio mercado não force a cotação da moeda para baixo de 1,70 real.

A autoridade monetária voltou a intervir no mercado de câmbio em 3 de fevereiro, realizando até o momento dois leilões de compra a termo e um leilão à vista.(Por Natália Cacioli; Edição de José de Castro)