Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Cotas do PIS/Pasep são depositadas hoje a correntistas do BB e Caixa

Hoje, a Caixa e o BB efetuarão crédito em conta dos cotistas que são correntistas das instituições. Os demais poderão sacar a partir do dia 14

Por Redação - Atualizado em 8 ago 2018, 17h25 - Publicado em 8 ago 2018, 07h40

A Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil retomam nesta quarta-feira 8 o pagamento das cotas do PIS/Pasep para trabalhadores de qualquer idade. Hoje, a Caixa e o BB efetuarão crédito em conta dos cotistas que são correntistas das instituições e estão com o cadastro atualizado. Os demais poderão sacar diretamente nas agências somente a partir do dia 14. 

Devido à compensação noturna, os correntistas desses bancos poderão verificar os valores em suas contas a partir da quinta-feira, 9. Porém, considerando o alto volume de pagamentos envolvido, por segurança, os pagamentos automáticos serão realizados gradualmente no período de uma semana. Somente esse público soma cerca de 6,3 milhões de pessoas e garante a injeção direta de 5,5 bilhões de reais na economia.

O pagamento foi suspenso em julho para aplicação do reajuste anual, de 8,97%. Quem esperou para sacar, terá seu saldo corrigido por esse índice. 

Têm direito ao benefício 23,8 milhões de pessoas que trabalharam com registro em carteira entre os anos de 1971 e 1988. A permissão de saque nessas condições é válida até 28 de setembro. Após esta data, volta a valer a regra anterior, que libera o pagamento para maiores de 60 anos e outras situações, como aposentadoria, invalidez e doenças graves.

Publicidade

A expectativa do governo é que 16 milhões de pessoas, com idade inferior a 60 anos, possam sacar até 16 bilhões de reais do PIS/Pasep até o fim do calendário. Na primeira etapa, encerrada em 29 de junho, 4,8 milhões de cotistas sacaram o benefício, totalizando 6,6 bilhões de reais.

Saque a partir do dia 14

São cerca de 17,5 milhões de pessoas que poderão sacar entre 14 de agosto e 28 de setembro. Para isso, basta levar ao banco um documento de identificação ou o número de registro do PIS/Pasep, consultando na hora o valor que tem direito a sacar. Os pagamentos serão feitos pela Caixa (trabalhadores da iniciativa privada) e Banco do Brasil (setor público).

 

Publicidade

 

Publicidade
Publicidade