Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsas asiáticas e europeias caem após tombo no mercado americano

Principais índices de ações dos dois continentes registraram baixas nesta terça após queda generalizada nas bolsas dos Estados Unidos na segunda-feira

Os principais índices das bolsas asiáticas encerraram o pregão desta terça-feira em queda, após forte recuo nas ações de empresas dos Estados Unidos na segunda. Os índices dos mercados acionários europeus também começaram o dia em baixa. O tombo americano influenciou o ambiente de negócios no Brasil, com peso na queda no Ibovespa de ontem. A bolsa brasileira abriu o dia em queda de 0,47%, aos 81.474 pontos por volta das 10h35.

Na China,  o índice de Xangai registrou a maior perda em quase dois anos devido a preocupações de que as pressões inflacionárias levarão os bancos centrais pelo mundo a elevarem as taxas de juros mais rápido do que o esperado.

O gatilho para as vendas generalizadas foi a forte alta nos rendimentos dos títulos dos Estados Unidos após dados na sexta-feira que mostraram que os salários no país aumentaram no ritmo mais forte desde 2009, soando o alarme sobre inflação mais elevada e com isso o potencial de taxa de juros mais alta.

Esse movimento tornaria os títulos do tesouro americano mais rentáveis,  atraindo dinheiro aplicado no mercado de ações para esses papéis.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve queda de 2,94%, enquanto o índice de Xangai caiu 3,38%, maior queda diária desde fevereiro de 2016.

“Vemos poucas chances de mais correção acentuada no mercado de ações, mas por enquanto os investidores devem ficar cautelosos com os produtores de bebidas e aparelhos domésticos que subiram com força em 2017”, disse Yan Kaiwen, analista do China Fortune Securities. “A queda em Wall Street pode ter impacto limitado no mercado acionário (da China), a menos que haja uma quebra do mercado de ações nos EUA”, completou Yan.

Já o índice japonês Nikkei terminou com queda de 4,73%, marcando a maior perda percentual em 15 meses e chegando ao nível de fechamento mais baixo desde 20 de outubro. Outras baixas no continente asiático foram registradas no Hang Seng, de Hong Kong, (5,12%) Kospi, da Coreia do Sul (1,54%), Taiex, de Taiwan (4,95%).

Europa

Os índices de ações na Europa também operavam em baixa na manhã desta terça-feira (início da tarde no horário local). O  FTSE100 inglês tinha queda de 1,82% por volta das 9h20 de Brasília. O DAX alemão registrava poerda de 1,83% e o CAC-40, na França, caía 1,87%.

Na segunda-feira, o índice americano Dow Jones caiu 4,6% a 24.354 pontos, e registrou a maior queda intradia da história. O índice S&P 500 perdeu 4,10%, a 2.648 pontos, e o Nasdaq recuou 3,78%, a 6.967 pontos.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. GALERA VENDENDO TUDO PRA COMPRAR BITCOIN

    Curtir