Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Controladora da Samarco tem prejuízo recorde de US$ 6,39 bi

BHP Billiton tem pior resultado desde sua criação, pressionado por provisões para pagamentos relacionados ao desastre de Mariana (MG)

A BHP Billiton divulgou hoje que teve prejuízo líquido de 6,39 bilhões de dólares (20,36 bilhões de reais no câmbio de hoje) no ano fiscal de 2016, que se encerrou em junho, revertendo o lucro de 1,91 bilhão de dólares (6,08 bilhões de reais) que havia obtido nos doze meses anteriores. É o pior resultado da companhia desde a fusão entre a BHP e a Billiton, ocorrido em 2001.

As perdas da mineradora anglo-australiana, que divide o controle da Samarco com a Vale,  foram pressionadas por grandes baixas contábeis, dentre elas, 2,2 bilhões de dólares (7,01 bilhões de reais) em provisões relacionadas ao desastre em Mariana (MG) ocorrido em novembro de 2015.

Na ocasião, a barragem de contenção de um reservatório de rejeitos de mineração da Samarco na cidade mineira se rompeu, causando dezenove mortes, destruindo casas e contaminando o Rio Doce. O mar de lama causou a morte de peixes e chegou até o Oceano Atlântico, na foz do rio, no Espírito Santo.

Leia também:
Tragédia em Mariana: TRF homologa acordo entre Samarco e União

Vale tem lucro 30% menor, impactado por desastre em Mariana

Os números BHP Billiton , que é a maior mineradora do mundo em valor de mercado, também foram impactados por queda nos preços de minério de ferro, cobre, carvão, óleo e gás.

(Com Estadão Conteúdo)