Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bernanke prevê mais crescimento moderado dos EUA

Presidente do banco central americano pediu ainda para parlamentares deixarem suas diferenças de lado e não cortarem bruscamente o orçamento

Por Da Redação 7 jun 2012, 11h53

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, disse nesta quinta-feira que o crescimento econômico dos Estados Unidos deverá continuar num “ritmo moderado nos próximos trimestres”. Para ele, o nível de inflação não preocupa, mas a situação frágil da zona do euro apresenta riscos importantes para o crescimento americano. A perspectiva de contração brusca do orçamento nacional também pode ser um problema para o dinamismo do país e, por isso, Bernanke pediu ao Congresso que a evite.

A economia americana cresceu 2,2% no primeiro trimestre de 2012, segundo o Departamento do Comércio. A taxa ficou abaixo do apresentado nos últimos três meses do ano passado, quando a economia dos Estados Unidos subiu 3%.

O presidente do Fed acredita que a inflação ficará “em ou levemente abaixo dos 2%” e disse que a crise na Europa precisa ser acompanhada de perto. “Como sempre, o Federal Reserve está pronto para tomar as medidas necessárias para proteger o sistema financeiro e a economia em caso de intensificação das tensões financeiras”, assegurou.

Orçamento – Ante a perspectiva de que se produza um grande vazio orçamentário nos Estados Unidos caso persistam os desacordos o Congresso sobre a política fiscal e de investimento público, o chefe do Fed pediu aos legisladores que superem suas diferenças.

“Impedir uma contração brusca e violenta da política orçamentária facilitará um retorno ao pleno emprego, que, em si, deverá contribuir para viabilizar as finanças públicas em longo prazo”, acrescentou.

(com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade