Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Apple é 1ª empresa da história a valer mais de US$ 1 trilhão

Foi a primeira vez na história que as ações da Apple atingiram a marca de 200 dólares, impulsionada pelo aumento nas vendas

Por Redação Atualizado em 2 ago 2018, 13h29 - Publicado em 2 ago 2018, 13h27

A Apple passa a ser a primeira empresa da história a valer mais de 1 trilhão de dólares em valor de mercado. O marco foi atingido após as ações da companhia subirem mais de 2% nesta quinta-feira na Nasdaq, em Nova York. Os papéis da fabricante do iPhone eram negociados a 206,11 dólares, uma alta de 2,29% por volta das 13h (horário de Brasília).

Foi a primeira vez na história que as ações da Apple atingiram a marca de 200 dólares. Isso aconteceu após a companhia projetar um forte aumento das vendas no atual trimestre. A previsão dos analistas de que os lançamentos de novos iPhones em setembro deve garantir o crescimento sustentável deu ainda mais fôlego para os papéis da empresa.

Considerando os ganhos desta quarta-feira, a Apple acumula alta de 17,5% neste ano. A companhia projeta receita de 60 bilhões a 62 bilhões de dólares para o seu quarto trimestre fiscal, superando os 59,6 bilhões de dólares previstos por analistas, de acordo com dados da Thomson Reuters I/B/E/S.

A fabricante do iPhone normalmente lança novos modelos do aparelho em setembro, o que inclui alguns dias de vendas no atual quarto trimestre fiscal.

Continua após a publicidade

Em setembro deste ano, a Apple deve lançar modelos com tela cheia, como o iPhone-X junto com outras atualizações.“Acreditamos que a Apple deve lançar três novos iPhones em setembro, com possíveis preços mais baixos e maior segmentação, o que poderia levar a um crescimento unitário em 2019”, escreveram analistas da Canaccord Genuity em nota a clientes.

Pelo menos quatro corretoras elevaram o preço-alvo da ação. A Independent Research continua sendo a mais otimista, ao elevar o preço-alvo em 6 dólares, para 226 dólares.

O caro iPhone X da Apple impulsionou as margens do terceiro trimestre e gerou otimismo de que o novo modelo com características premium e preço mais alto que os demais eleve ainda mais as margens, segundo analistas. “Acreditamos que a lição que a Apple aprendeu com o iPhone X é que quando você vende um smartphone por mais de 1.000 dólares você pode vender menos unidades e ainda colher os benefícios financeiros”, disse Tom Forte, analista da DA Davidson.

A Apple vendeu 41,3 milhões de iPhones no terceiro trimestre fiscal, 500 mil a mais que o esperado. Mas o preço médio de venda do iPhone superou a expectativa em 30 dólares, atingindo 724 dólares.

Analistas do Morgan Stanley elevaram suas estimativas de embarques do iPhone no quarto trimestre em 3%, para 48,3 milhões e aumentaram o preço médio de venda para 720 dólares. Os outros produtos da empresa também se saíram bem no terceiro trimestre, incluindo sua loja de aplicativos e de música. Os analistas também esperam que a empresa revele em breve um serviço de vídeo, que pode afetar os principais serviços de streaming, como o Netflix e o Prime da Amazon.com .

(Com Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês