Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Huawei ultrapassa Apple como 2ª maior fabricante de celulares

A Samsung continua sendo a empresa que mais vende smartphones às lojas, mas perdeu 2% em fatia de mercado

A chinesa Huawei ultrapassou a Apple e tornou-se a segunda maior fabricante de smartphones do mundo. A Samsung permanece como líder do setor, mas perdeu em fatia de mercado. A conclusão é da consultoria de análise IDC.

No segundo trimestre deste ano, a Huawei enviou 54,2 milhões de celulares às lojas, alta de 40,9% em relação ao mesmo período do ano anterior quando a empresa havia feito remessas de 38,5 milhões de unidades.

“Na primeira metade do trimestre, os modelos de celular P20 e P20 Pro Series encontraram forte demanda no segmento de preço de 600 dólares até 800 dólares, ajudando Huawei construir um perfil elevado no mercado. Depois, com o lançamento da tecnologia GPU Turbo, a Huawei continuou a ganhar uma boa reputação”, afirmou a IDC.

Atualmente, a chinesa detém 15,8% do mercado de smartphones global – acima dos 11% registrados no ano passado. No Brasil, a fabricante voltou a comercializar seus dispositivos em junho, após parceria com a Positivo.

Enquanto isso, a Apple caiu para o terceiro lugar, apesar de ter expandido suas vendas no segundo trimestre, de acordo com a IDC. A empresa vendeu 41,3 milhões de celulares contra 41 milhões em igual período de 2017, um crescimento de 0,7%. “O iPhone continua a ter bom desempenho, já que o iPhone X ainda é um dos smartphones mais vendidos em muitos mercados”, comentou a consultoria. “A Apple buscará recuperar o controle do mercado com o lançamento de três novas gerações de modelos do iPhone”.

A Apple avançou lentamente em relação à sua fatia de mercado. A empresa passou a possuir 12,1% ante 11,8% do trimestre anterior.

Na ponta do ranking das maiores fabricantes está a Samsung, com 71,5 milhões de smartphones enviados às lojas. A empresa tem 20,9% da fatia de mercado – das três primeiras colocadas, foi a única que perdeu em percentual: em 2017, detinha 22,9% do mercado.

“Os carros-chefes, o Galaxy S9 e S9 +, lançados no primeiro trimestre, apresentaram vendas mais lentas do que o normal”, afirmou a IDC. “Mas a Samsung afirma que a desaceleração é um mercado global de smartphones lento”.