Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Anac pode rever franquia de bagagem se passagem não cair

Novo regulamento permitirá às companhias aéreas cobrarem pela bagagem despachada a partir do dia 14

O fim da franquia de bagagens poderá ser revisto se não resultar em redução dos preços das passagens aéreas, disse o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella. “O ministério está de olho, vai acompanhar e já comunicou às companhias aéreas que, se a medida não resultar queda, ela não faz sentido”, afirmou. “Então, a Anac pode rever.”

Segundo ele, o objetivo do governo, ao adotar a medida, é criar um mercado de serviço aéreo “low cost” no Brasil.

O presidente da Gol, Paulo Kakinoff, disse que não há projeção de redução de preço por parte da Gol. “(O consumidor) não vai comparar meu preço antes e depois da regra. Vai comparar o meu preço com o do meu competidor (no dia em que quiser viajar).”

Kakinoff acrescentou ainda que as tarifas aéreas são dinâmicas, variando conforme procura, data da viagem e câmbio – já que cerca de 50% dos custos do setor estão atrelados ao dólar.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou um novo regulamento que permitirá às companhias aéreas cobrarem pela bagagem despachada a partir do dia 14. Os passageiros terão direito à gratuidade apenas na bagagem de mão, que passou de 5 kg para 10 kg.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Só abrir o setor para empresas estrangeiras , aí quero ver essa conversa mole.

    Curtir

  2. Geraldo Almeida Lopes

    De uma vez por todas, não há gratuidade nesse negócio de bagagem em avião, mesmo porque no preço do bilhete já está incluso o despacho. Caso o peso extrapole o limite, pagamos pelo excesso. O que vai acontecer é que pagaremos 2 vezes pela mesma coisa pois o preço da passagem não vai cair e pagaremos pelo despacho das bagagens “por fora”. E tudo isso com a participação da ANAC que só serve para dar apoio às empresas contra os interesses dos consumidores, nesse caso específico.

    Curtir

  3. Vou contar o resumo desta história para vocês… Alguém está mamando bonito aí em conluio com as empresas aéreas e utilizando a Anac! Ou o pessoal da própria Anac está mamando, para criar esta “bondade” (sempre disfarçada de benefícios pro povão) com o paupérrimo povo brasileiro. No final das contas sabe o que vai acontecer ? O preço sobe mesmo e pagamos extra a bagagem que antes era grátis. Cadê o pessoal do Senado para barrar mais esta aberração?!!!!

    Curtir

  4. Ex-microempresário

    Porque o congresso não faz logo uma lei criando o almoço grátis ? Está falando vontade política ! Almoço grátis já !

    Curtir