Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Agricultores devem colher 191 milhão de toneladas em 2014, diz IBGE

Estimativa de safra é 1,5% maior do que a colheita total do ano passado, de 188,2 milhões de toneladas. Área plantada deve crescer 5,3%

Os produtores agrícolas brasileiros devem colher 191 milhões de toneladas de grãos na safra 2014, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira. Se confirmada a projeção do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de abril, a safra brasileira neste ano crescerá 1,5% em relação ao ano passado, quando foram colhidas 188,2 milhões de toneladas. A expectativa é que seja usada para as plantações uma área de 55,8 milhões de hectares, 5,3% maior do que a de 2013, de 53 milhões de hectares.

O arroz, o milho e a soja devem representar 91,2% da estimativa da produção de grãos no país em 2014, além de responderem por 85% da área a ser colhida no ano, diz o IBGE. Em relação a 2013, isso representa aumento de 1,8% na área a ser colhida para o arroz e expansão de 7,6% na área da soja. No entanto, a área a ser colhida com o milho deve recuar 2,5%.

Quanto à produção, é esperado crescimento de 7,7% para o arroz e de 6,3% para a soja. Para o milho, por sua vez, deve haver diminuição de 7,2% em relação a 2013.

Leia mais:

Safra bate recorde em 2013: 188,2 milhões de toneladas

Agronegócio perde R$ 10 bilhões com estiagem e excesso de chuvas

Setor agrícola prospera – mesmo com fim do boom das commodities

Ainda nesta quinta-feira, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou sua estimativa para a safra brasileira de soja 2013/14 a 86,57 milhões de toneladas, ante previsão anterior de 86,08 milhões de toneladas. A melhora da produtividade, em especial no Rio Grande do Sul, motivou a melhora da projeção. Na temporada passada foram colhidas 81,5 milhões de toneladas da oleaginosa.

Como a colheita nas lavouras gaúchas foi encerrada mês passado, pode-se constatar um aumento da produtividade, acima do esperado. O rendimento subiu para 2.593 kg/hectare, ante 2.542 kg/hectare da avaliação divulgada em abril. A expectativa para o Rio Grande do Sul, terceiro principal Estado produtor, subiu em 309 mil toneladas, para 12,73 milhões de toneladas.

A colheita de soja no Brasil está praticamente encerrada, com 98% da área plantada até o início do mês, segundo a consultoria Clarivi. Agora começam os problemas de infraestrutura para o escoamento da produção.

Leia ainda: Concorrência aumenta no Porto de Santos

TCU autoriza retomada da licitação de portos

Outros grãos – A Conab estimou uma colheita total de milho no país em 75,19 milhões de toneladas, 265 mil toneladas a menos que no levantamento anterior. Tanto a primeira quanto a segunda safras do cereal tiveram ligeira redução em suas estimativas: a safra de verão foi de 31,45 milhões de toneladas e a safra de inverno é projetada em 43,74 milhões de toneladas. Em 2012/13 o Brasil colheu um recorde de 81,5 milhões de toneladas de milho.

Já a projeção para a colheita de trigo, cujas lavouras estão sendo semeadas, foi calculada em um recorde de 6,88 milhões de toneladas para este ano, ante 6,71 milhões da projeção passada, devido a um aumento na estimativa de área plantada.

Diferença – Além dos tipos de grãos pesquisados, as estimativas da Conab e do IBGE diferem em termos de metodologia, critérios para a amostragem e época do levantamento. Enquanto a Conab trabalha com ano-safra, que vai de abril a março do ano seguinte, o IBGE usa anos-civis, de janeiro a dezembro.