Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Ricardo Rangel

Continua após publicidade

Não há jeito de Lula entender

O presidente faz o que pode para atrapalhar o trabalho de Fernando Haddad

Por Ricardo Rangel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 18h33 - Publicado em 13 dez 2023, 19h28

Vida dura é a do ministro Fernando Haddad. Como se não bastasse ser alvo de fogo cerrado do PT, ainda tem que aturar as bolas nas costas que toma do chefe.

E não há jeito de o chefe entender.

“Se for necessário fazer endividamento para este país crescer, qual o problema?”, perguntou Lula.

O problema, claro, não é o endividamento em si. É qual é o tamanho da dívida, quanto ela custa e se o país tem capacidade de pagar. A dívida é enorme, o país não consegue pagar sequer os gastos correntes, cria dívida nova constantemente. O resultado é que os credores exigem juros altíssimos, fazendo com que a dívida se torne cada vez mais impagável. Criar dívida nova de maneira deliberada é impensável.

“Quando é que a gente vai tomar decisão de salto de qualidade e aí que entra decisão política, não é decisão de mercado, não é decisão fiscal. A gente tem que discutir que país a gente quer para a próxima década”, disse.

Continua após a publicidade

Pelo jeito, o que Lula quer para a próxima década é o mesmo que tivemos na década passada. A política econômica expansionista criada por Lula no final de seu primeiro mandato e mantida em toda a era PT provocou oito trimestres seguidos de recessão, fez disparar a dívida, a inflação, os juros e o desemprego. Foi uma segunda década perdida.

“Não faz nenhum sentido, neste cenário, a pressão por arrocho fiscal exercida pelo comando do Banco Central, rentistas e seus porta-vozes na mídia e no mercado. O Brasil precisa se libertar, urgentemente, da ditadura do BC ‘independente’ e do austericídio fiscal, ou não teremos como responder às necessidades do país”, afirma o documento aprovado pelo PT.

Lula não entende o que são rentistas e o que são investidores e poupadores, e insiste que gastos irresponsáveis farão o país crescer. FHC foi responsável, e o país cresceu. Lula foi irresponsável, mas só a partir de 2006, de modo que a situação fiscal só saiu do controle mesmo com Dilma: com Lula, o país cresceu; com Dilma, o PIB caiu. Como lembra o ministro Haddad, gasto não é garantia de crescimento: na última década, o país gastou 1,7 trilhão… e não cresceu.

“A massa salarial de hoje é menor que de 2010. É um retrocesso.”, afirmou. Um retrocesso que tem PT, Lula e Dilma carimbado por todos os lados.

Continua após a publicidade

“Nós temos o caminho das pedras, temos de decidir agora se vamos retirar essas pedras ou não. Ou se a gente vai chegar à conclusão que olha, por um problema da Lei de Responsabilidade Fiscal, de superávit primário, de inflação, a gente não poder fazer.”

Não é que Lula não entenda a importância da responsabilidade fiscal, apenas. Pelo jeito, Lula não entende sequer o significado dos provérbios que cita.

Presidente, se o senhor retirar as pedras do caminho das pedras, o senhor escorrega e cai.

(Por Ricardo Rangel em 13/12/2023)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.