Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Victor Irajá
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Alta do petróleo traz péssimo presságio – e não é sobre gasolina

VEJA Mercado: anúncio da Opep pegou a todos de surpresa

Por Diego Gimenes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 3 abr 2023, 13h51 - Publicado em 3 abr 2023, 13h23

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) surpreendeu a todos ao anunciar um corte de 1,16 milhão de barris diários na produção global de petróleo. A redução deve ser observada, sobretudo, nos países árabes. A medida é vista como uma tentativa da entidade de elevar os preços, que estavam nos patamares mais baixos desde o início da guerra na Ucrânia. A notícia é positiva para as petroleiras, que devem observar seus rendimentos crescerem, mas é preocupante para o mercado. Por volta das 13 horas, o petróleo tipo brent disparava 6%, cotado a 85 dólares o barril. Além do pesado efeito sobre os preços da gasolina e do diesel, a alta do petróleo deve provocar novas altas de juros nos Estados Unidos, contrariando a expectativa de encerramento do ciclo de aperto monetário no país.

Em outras palavras, a valorização do petróleo deve provocar um aumento na inflação mundo afora. Mais inflação significa que o Federal Reserve (Fed), o banco central americano, deve subir os juros para conter a alta de preços. “Tal alta representa um risco para o combate à inflação, não apenas no Brasil mas também no mundo”, escrevem os analistas da Genial Investimentos em material enviado a clientes. O termômetro em tempo real FedWatch teve uma reviravolta significativa. Até a última sexta-feira, 1°, a probabilidade de o Fed não subir mais os juros era de 80%. Nesta segunda-feira, 3, essa probabilidade caiu para 40%. Cerca de 60% dos investidores esperam, agora, uma elevação de 0,25 ponto porcentual nas taxas.

Siga o Radar Econômico no Twitter


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.