Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reviravolta em embate jurídico entre Google e Oracle

Post de blog pode evitar que gigante de buscas pague 1 bilhão de dólares por uso da linguagem Java

O processo judicial que a empresa de banco de dados Oracle moveu contra o Google pode sofrer uma reviravolta em função de um post de blog. Na ação, em andamento nos Estados Unidos, a Oracle se queixa do uso da linguagem de programação Java – que é de sua propriedade – no Android, sistema operacional do Google para dispositivos móveis. A novidade é que, nesta terça-feira, o Google apresentou à corte um post de blog em que o gigante de buscas foi incentivado pela Oracle a fazer uso do Java.

O documento é assinado por Jonathan Schwartz, ex-CEO da empresa Sun Microsystems – que desenvolveu a linguagem Java antes de a empresa ser adquirida pela Oracle. “Nós trabalhamos muito para oferecer suporte a todos os desenvolvedores que usam a plataforma Java e estamos contentes com a adesão do Google”, escreveu Schwartz em 2007. “O dia de hoje representa um grande ganho para as duas mais disseminadas comunidades de software livre: Java e Linux.”

A Oracle alega que, embora o uso da linguagem Java fosse livre, o Android não tinha permissão para se apropriar de sua interface de programação de aplicações (API). Trata-se de um conjunto de padrões de programação que permite a criação de aplicativos por desenvolvedores independentes. Agora, o post de Schwartz pode ser interpretado como uma autorização do uso da linguagem Java. A Oracle alega que sofreu danos materiais e pretende receber 1 bilhão de dólares (1,9 bilhão de reais) em indenização.