Os lançamentos mais incríveis da CES 2015

Patins automáticos que alcançam até 11 km/h e impressora 3D que imprime comida estão entre novidades da feira de tecnologia voltada ao consumo

Entre as invenções que prometem chamar atenção do público na edição de 2015 da International Consumer Electronics Show (CES 2015) estão o Rollkers e a impressora de comida 3D XYZPrinting. Fabricado pela companhia francesa de mesmo nome, o Rollkers funciona como uma espécie de patins que se adequa a qualquer tamanho de calçado e permite que as pessoas se locomovam a pouco mais de 11 quilômetros por hora. Já a impressora de comida 3D é capaz de transformar ingredientes em alimentos crus, com dimensões de até aproximadamente 20 cm X 15 cm X 15 cm. Há ainda um alto falante sem fio que flutua no ar: o Axxess CE Air2.

A CES acontece entre 5 e 9 de janeiro, em Las Vegas, nos Estados Unidos, e é considerada a maior feira de tecnologia voltada ao consumo do mundo. O evento conta com a participação de cerca de 3.500 empresas e startups do setor, que aproveitam a oportunidade para anunciar lançamentos e expor inovações em diferentes áreas como telecomunicações, hardwares e softwares para computadores, imagem e fotografia digital, jogos eletrônicos, equipamentos esportivos, saúde e biotecnologia, serviços de internet, robótica e acessórios inteligentes para o lar.

TV de altíssima definição – Outra novidade da CES 2015 é o segmento de altíssima definição de imagem. Os grandes fabricantes de TV estão depositando suas expectativas de crescimento em aparelhos que que apresentam imagens incrivelmente realistas em equipamentos cada vez mais interativos. A moda da “superalta definição” (também chamada de ultra HD, UHD ou 4K, de qualidade quatro vezes superior à da atual HD) se instalou definitivamente nos aparelhos exibidos esta semana no Salão Internacional de Artigos Eletrônicos (CES-2015), em Las Vegas.

Leia também:

iPhone é celular mais vendido no mundo no Natal

Carro sustentável da Peugeot tem acessórios feitos de sucata da Embraer; confira fotos

Gigantes da tecnologia compram energia eólica