Metade do planeta já não usa o Internet Explorer

Browser da Microsoft, que dominou mercado, agora divide preferências com Firefox e Chrome

A empresa americana de estatísticas StatCounter informou nesta terça-feira que o Internet Explorer (IE), da Microsoft, perdeu fôlego e agora controla menos da metade do mercado mundial de navegadores. Com uma fatia de 49,87%, o programa é seguido de perto pelo Mozilla Firefox (31,5%) e pelo Chrome (11,54%), do Google, cuja participação triplicou em um ano.

É uma situação inédita para o IE, desde que ele assumiu a liderança do segmento. Em 2002, o programa chegou a ser usado por aproximadamente 92% dos usuários da rede.

“Há dois anos, o IE era responsável por 67% do tráfego na rede. Essa virada é certamente um marco na guerra entre os navegadores”, afirmou Aodhan Cullen, CEO da StatCounter, em declaração oficial. De acordo com o executivo, as mudanças no mercado são reflexo da crescente concorrência entre os browsers.

Outra razão seria a política de adoção de softwares alternativos por governos nacionais. Recentemente, devido a problemas de segurança com o IE, países da União Europeia passaram a sugerir a seus cidadãos a utilização de outros programas para a navegação na web.

As autoridades também impuseram uma condição para a venda de sistemas operacionais da Microsoft em todo o território: agora, eles devem oferecer outras opções de browser além do IE. No continente, o navegador controla apenas 40,26% do mercado, ante 52% nos Estados Unidos.