Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Custo para reverter impactos foi subestimado

Os bilhões de dólares anuais estimados por uma convenção da ONU (Organização das Nações Unidas) em 2007 para combater o aquecimento global podem não ser suficientes para proteger a humanidade. A conclusão é da uma nova análise sobre o tema, mencionando importantes fatores omitidos no primeiro relatório, que já avaliava gastos entre 49 e 171 bilhões de dólares por ano. Agora, a previsão é de um custo três vezes maior.

A definição de um orçamento é importante porque dela dependerá um acordo sobre as mudanças climáticas em Copenhagen no próximo mês de dezembro, disse o autor do documento, Martin Parry, segundo reportagem da rede britânica BBC. “Mas estimativas anteriores de custos de adaptação têm avaliado errônea e substancialmente a escala dos fundos necessários”.

De acordo com Parry, um dos pontos fundamentais do novo relatório foi fazer uma análise tanto de “baixo para cima”, de “cima para baixo”. “Um estudo mostra que o custo de adaptar uma única bacia hidrográfica na China – esse é um dos poucos estudos de caso que foram feitos – é da ordem de um bilhão de dólares por ano. Então, quando você começa a acrescentar vários outros números, você logo excede o número global [da análise da ONU]”.

Entre os erros de cálculo do primeiro orçamento, segundo Parry, estão a previsão de apenas metade das doenças extras decorrentes das mudanças climáticas, aumentos subestimados dos níveis dos oceanos e a exclusão dos custos de danos a natureza.