Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cresce tolerância de pais ao uso de redes sociais por crianças entre 10 e 12 anos

Sites como Facebook só aceitam usuários a partir dos 13 anos

Cerca de 17% dos pais não encaram como problema o fato de seus filhos com idades entre 10 e 12 anos acessarem redes sociais, como o Facebook, aponta uma pesquisa realizada com 1.000 pessoas nos Estados Unidos. O levantamento mostra que houve uma espécie de “relaxamento” por parte dos pais, uma vez que, na pesquisa do ano passado, apenas 8% declararam a mesma posição. A idade mínima exigida a usuários do Facebook é 13 anos.

Ainda segundo o levantamento, conduzido pela Liberty Mutual’s Responsibility Project, 11% dos entrevistados confessaram administrar um perfil infantil na rede em nome dos filhos. Para Janet Taylor, instrutora de psiquiatria da Universidade de Columbia, os resultados da pesquisa, contudo, não são preocupantes: “Isso não é alarmante. Precisamos perceber as mudanças para saber como usar melhor as mídias sociais”, diz a especialista à agência de notícias Reuters.

Apesar da posição pouco conservadora das famílias americanas, a maioria dos pais afirmou que menores de 18 anos devem ser monitorados na rede por um terceiro. Do total de entrevistados, 44% também acham importante limitar o tempo que os filhos passam conectados à web.

Quando questionados sobre o ciberbullying, a maioria dos pais reconhece que a responsabilidade sobre o comportamento dos filhos na rede é deles. Contudo, 63% dos voluntários acreditam que as escolas e professores poderiam buscar novas maneiras de combater o bullying na internet.

(Com agência Reuters)