Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Zico estrela campanha contra câncer de pênis pela 2ª vez

Arthur Antunes Coimbra, o Zico, 56, é o garoto-propaganda da campanha contra o câncer de pênis, disponibilizada pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) em seu site. O ex-jogador, que perdeu o pai por tumor de próstata, trabalha na ação pela segunda vez, sem receber cachê. “É preciso conscientizar o público do perigo da doença”, diz. Confira a conversa por e-mail com o atual técnico do CSKA, da Rússia.

O senhor não teve receio de que o comercial fosse mal recebido pelo público?

Nenhum, porque sabia que era um comercial de interesse público.

Como foi a reação em 2007?

Foi a melhor possível. Houve muita perplexidade pelos números apresentados. Eu mesmo nunca tinha ouvido falar em câncer de pênis.

Muitos homens se constrangem diante do exame. Como é para o senhor?

Nesse ponto, agradeço ao Flamengo, clube que sempre se preocupou em fazer exames periódicos em todos os atletas. E tenho o dr. Taranto, que foi meu médico no clube, como um segundo pai. Ele sempre me passou todas as informações da importância desses exames. Realizo regularmente e não tenho nenhum preconceito quanto a isso.

O senhor vai ao urologista com frequência?

Vou, e tenho de ficar atento, pois meu pai morreu de câncer de próstata. Meus filhos são mais reticentes quanto a isso, mas fazem os exames. É da juventude.

O senhor também faria publicidade para o Viagra, como o Pelé?

Qualquer publicidade depende muito da mensagem que vai se passar. Se for de interesse público, faço sem problemas.

O senhor tem acompanhado o futebol brasileiro?

Hoje em dia é fácil. Tem tevê ao vivo, internet e quem trabalha no futebol tem de estar atento a tudo. Tenho gostado muito de ver jogar o Taison, do Internacional.

O senhor gostaria de assumir a seleção brasileira?

O Dunga está fazendo um trabalho excelente. Além de ter dado oportunidade a muita gente, formou uma base, ganhou os títulos que disputou e está praticamente classificado para a Copa de 2010. Não tenho nenhuma intenção de ser técnico da seleção. Meu objetivo, se continuar como técnico, é seguir minha carreira aqui na Europa.