Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Obesidade ‘saudável’ é um estado passageiro, diz estudo

Segundo pesquisa inglesa, obesos que são considerados saudáveis tendem a desenvolver doenças com o passar dos anos

A obesidade “saudável” é uma condição passageira. De acordo com um estudo publicado nesta segunda-feira no periódico Journal of the American College of Cardiology, a maior parte dos obesos se torna cada vez menos saudável ao longo do tempo.

Participaram da pesquisa 181 homens e mulheres obesos de 39 a 62 anos. Os pesquisadores mediram fatores metabólicos de risco de cada indivíduo: índice de massa corpórea (IMC), colesterol, pressão sanguínea, resistência à insulina e glicose. Para 66 voluntários, os índices avaliados deram resultados normais, e por isso eles foram considerados saudáveis pelos pesquisadores.

Estudo – Ao longo de vinte anos, mais de 51% dos obesos saudáveis tornaram-se obesos doentes. Apenas 11% conseguiram perder peso e apresentar índices metabólicos normais.

Leia também:

EUA estudam aprovar estimulação elétrica contra obesidade

Mortes por obesidade triplicam no Brasil em 10 anos

“A principal premissa da obesidade saudável tem sido a de que ela é estável ao longo do tempo. Agora podemos ver que os adultos obesos saudáveis tendem a se tornar doentes com o passar dos anos. A obesidade saudável é também um fator que aumenta o risco de desenvolvimento de doenças”, diz Joshua Bell, coautor do estudo e pesquisador da Universidade College London, na Inglaterra.

De acordo com os autores, esse é o primeiro estudo a analisar se os adultos obesos saudáveis mantêm um bom perfil metabólico a longo prazo ou se eles se tornam obesos não saudáveis.

(Da redação de VEJA.com)