Médico cubano é infectado pelo ebola em Serra Leoa

Ele será enviado a Genebra para se tratar, informou a delegação cubana no país

Um médico cubano que tratava pacientes com ebola em Serra Leoa foi infectado pelo vírus e será enviado a Genebra, na Suíça, para ser tratado, informou nesta quarta-feira a delegação cubana no país. Feliz Baez é um dos 165 profissionais de saúde cubanos que estão desde outubro cuidando de pacientes com ebola em Serra Leoa, e o primeiro de seu país a ser infectado.

Baez teve febre no domingo e testou positivo para o vírus na segunda-feira, e seu estado é considerado estável. Outros 53 profissionais de saúde cubanos foram enviados para a Libéria e 38 para Guiné. Além disso, 205 passaram por três semanas de treinamento e estão prontos para tratar o ebola.

A febre hemorrágica de ebola causou 5 177 mortes em oito países da África de um total de 14 413 contágios, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Serra Leoa registrou 1 187 mortos, entre 5 586 infecções.

Leia mais:

Médico internado em NY está curado do ebola e terá alta

Médico de Serra Leoa com ebola está em estado gravíssimo

(Com Agência France-Presse e Reuters)