Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Google Glass obstrui visão e pode causar acidentes, diz estudo

Produto atrapalha a visão periférica e cria um ponto cego que interfere em atividades como dirigir e caminhar, afirmam pesquisadores americanos

Uma pesquisa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, constatou que o uso do Google Glass pode interferir em atividades cotidianas como dirigir e caminhar. De acordo com o estudo, que será publicado na quarta-feira no periódico Jama, o produto obstrui a visão periférica e cria um ponto cego – o que pode causar acidentes.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Wearable Technology With Head-Mounted Displays and Visual Function

Onde foi divulgada: periódico Jama

Quem fez: Tsontcho Ianchulev, Donald S.Minckler, H. Dunbar Hoskins, Mark Packer, Robert Stamper, entre outros

Instituição: Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos

Resultado: O Google Glass pode interferir na visão periférica, criar pontos cegos e atrapalhar atividades diárias como dirigir e caminhar.

Cientistas pediram que três participantes sem problemas oftalmológicos usassem tanto o Google Glass quanto óculos convencionais por períodos de 60 minutos. A visão periférica dos voluntários foi testada por meio de exames que mediam o campo visual.

Os testes com o Google Glass demonstraram a existência de pontos cegos, sobretudo no quadrante superior direito da visão. “Esse efeito é decorrente do design do aparelho, não do software em si”, explicaram os autores.

Leia também:

Farmacêutica vai produzir lentes de contato inteligentes do Google

​Saiba o que há por dentro do Google Glass

Fotos – Os pesquisadores analisaram também 132 fotografias de pessoas que estavam usando o Google Glass e olhando diretamente para a câmera. Para verificar se o produto atrapalhava a visão, os estudiosos avaliaram a posição do prisma (visor do Google Glass) em relação à pupila.

As análises indicaram que em 59% dos casos a posição do prisma possivelmente atrapalhava a visão. De acordo com os autores, outros estudos são necessários para entender os efeitos do dispositivo na função visual.