EUA confirmam primeiro caso de E.coli no país

Paciente havia viajado para a região de Hamburgo, na Alemanha

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) confirmou nesta terça-feira o primeiro caso de contaminação com o tipo de bactéria Escherichia coli (E. coli) nos Estados Unidos. De acordo com o órgão, “nos Estados Unidos foram identificadas três suspeitas e uma confirmação de infecção com STEC 0104:H4 em pessoas que viajaram recentemente a Hamburgo, na Alemanha, onde provavelmente foram expostas [à bactéria]”.

Segundo o CDC, até agora não foi possível confirmar nenhum alimento como sendo o causador das infecções. O paciente que recebeu a confirmação da contaminação está internado em um hospital de Massachusetts. Ele desenvolveu complicações como insuficiência renal e síndrome hemolítico-urêmica (SHU), ambos associados à bactéria.

As três suspeitas envolvem dois casos de SHU – um em Michigan e outro em Wisconsin – e uma terceira pessoa com doença diarreica, relacionada à toxina Shiga, produzida pela bactéria. Os casos ainda estão sendo investigados pelas autoridades americanas.

Duas mortes atribuídas à bactéria foram anunciadas nesta terça-feira na Alemanha, elevando para 24 o número de vítimas. As vítimas são mulheres, uma de 74 e outra de 88 anos, que morreram respectivamente nas últimas terça e quarta-feiras. A 25ª vítima é da Suécia – uma mulher que foi infectada durante viagem à Alemanha.

A epidemia já afetou 13 países europeus, além dos Estados Unidos e do Canadá, onde foram registrados casos suspeitos.

(Com Agência Estado e France-Presse)