Campanha de vacinação contra a gripe começa em 22 de abril

Meta da ação é imunizar 49,6 milhões de pessoas. Neste ano, faixa etária de crianças que poderão ser vacinadas mudou para seis meses a cinco anos

A campanha nacional de vacinação contra a gripe de 2014 acontecerá entre os dias 22 de abril e 9 de maio, anunciou o Ministério da Saúde nesta quarta-feira. A pasta pretende imunizar 80% das 49,6 milhões de pessoas que fazem parte do público alvo da ação, formado por crianças de seis meses a cinco anos, pessoas maiores de 60 anos, indígenas, profissionais de saúde, população carcerária, gestantes, mulheres até 45 dias depois do parto e doentes crônicos.

A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde neste ano é 27% maior do que a de 2013. Um dos motivos para esse aumento é a ampliação da faixa etária das crianças que deverão ser imunizadas de seis meses a dois anos para seis meses a cinco anos. De acordo com o governo, cerca de um quarto das internações por influenza registradas no Brasil no ano passado aconteceu nesta faixa etária – mesma taxa observada entre pessoas com mais de 60 anos. “Identificamos a possibilidade de reduzir número de casos graves e de internação com essa ampliação”, diz o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Leia também:

O perigo de não vacinar as crianças

A importância da vacinação em adultos

Segundo o ministério, serão distribuídas 53,5 milhões de doses em todo o país. A vacina oferece proteção contra três tipos do vírus influenza: o B, o H1N1 e o H3N2. Para crianças de até dois anos que nunca foram vacinadas, é preciso dar duas doses, com um intervalo de trinta dias entre elas. Além disso, portadores de alguma doença crônica precisam apresentar uma prescrição médica para que possam ser imunizados. De acordo com Chioro, a vacina é segura e incapaz de desencadear uma gripe.

As pessoas que não fazem parte do público-alvo da campanha podem ser imunizadas em clínicas da rede privada, mas a vacina é recomendada apenas para indivíduos que apresentam maior risco de desenvolver consequências graves da gripe.