Brasileiro bebe quase 50% a mais que a média mundial

No País, a bebida responde por 7,2% das mortes

Enquanto no mundo a média anual de consumo de bebida é de 6,1 litros de álcool puro por pessoa, no Brasil ela é de 10 litros, quase 50% a mais. Entre os homens maiores de 15 anos que admitiram beber a estatística é ainda mais assustadora, com uma taxa de 24,4 litros. As mulheres também estão acima da média e consomem 10 litros anuais cada. Os números são da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os índices do Brasil são grandes também se comparados ao resto da América Latina, cuja média é de 8 litros/ pessoa/ ano. A tese da instituição é que o aumento do poder aquisitivo das populações do terceiro mundo tenha elevado seu gasto com bebidas alcoólicas.

O álcool já mata mais que epidemias de aids, tuberculose, violência ou guerras, sendo responsável por 4% de todas as mortes no mundo. No total, o número de vítimas chega a 2,5 milhões de pessoas por ano. No Brasil, a bebida responde por 7,2% das mortes – a média mundial é menos que a metade disso.

A cerveja lidera para o brasileiro, totalizando 54% do consumo no País. Os destilados representam 40%. Entre aqueles que admitem ter o hábito de beber, 30% afirma que se embriaga pelo menos uma vez por semana. Nos EUA, a taxa é de 13%, contra 12% na Itália. Mesmo na Rússia, o índice daqueles que exageram na bebida é inferior ao do Brasil: 21%.