Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A cada dez anos com colesterol alto, risco de infarto cresce 40%

De acordo com estudo, malefícios causados por esse tipo de gordura são cumulativos

Um novo estudo revelou que, a cada dez anos em que uma pessoa vive com a taxa de colesterol elevada, o risco de ela sofrer uma doença do coração aumenta em quase 40%. A descoberta foi relatada nesta segunda-feira no periódico Circulation, da Associação Americana do Coração.

Pesquisadores analisaram dados de 1 478 adultos sem doenças cardiovasculares aos 55 anos e calcularam o tempo em cada um deles tinha o colesterol elevado e o risco de sofrer um infarto ou um derrame.

Entre os 389 voluntários que viviam com o índice elevado de um a dez anos, a probabilidade era de 8,1%. Já entre os 577 voluntários que tinham colesterol alto de onze a vinte anos, o risco subia para 16,5%. Dos participantes que não tinham problemas de colesterol, 512, o risco era de 4,4%.

Leia também:

Ioga pode reduzir fatores de risco para doenças do coração

Comer abacate todo dia diminui colesterol ruim

Fontes: Marcelo Paiva, cardiologista do Núcleo de Cardiologia do Hospital 9 de Julho, em São Paulo; Alex Leite, endocrinologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, em São Paulo; Luiz Bortolotto, cardiologista e coordenador do Centro de Hipertensão do Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo.

(Da redação de VEJA.com)