Thomas Traumann assume Secretaria de Comunicação do governo

Ele era porta-voz da Presidência e herda o posto de Helena Chagas

O Palácio do Planalto confirmou na tarde desta sexta-feira a nomeação de Thomas Traumann para o cargo de ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Traumann, até agora porta-voz da Presidência, assume o lugar de Helena Chagas. Ele deve tomar posse na segunda-feira.

“A presidenta agradeceu a dedicação e os relevantes serviços prestados ao país pela jornalista Helena Chagas no comando da pasta, ao longo dos últimos três anos”, diz a nota emitida pela Presidência para comunicar a troca.

Traumann trabalhou na Folha de S. Paulo, em VEJA e na revista Época antes de ingressar na área da comunicação corporativa. Em 2011, ele passou a fazer parte da Secretaria de Comunicação do Planalto. No ano seguinte, tornou-se porta-voz da Presidência da República.

A troca na Secretaria de Comunicação é a quarta da semana. Nesta quinta-feira, Aloizio Mercadante deixou o Ministério da Educação para assumir a Casa Civil no lugar de Gleisi Hoffmann. O petista foi substituído por Henrique Paim. Na Saúde, Alexandre Padilha deu lugar a Arthur Chioro.

Leia também:

Favorito para assumir a Saúde transfere empresa de consultoria para mulher

Novo ministro da Educação é réu em processo na Justiça

Sem surpresas, Dilma anuncia três trocas no ministério

A saída de Helena Chagas não estava prevista inicialmente na reforma ministerial, cujo principal objetivo é substituir os ministros que vão disputar eleições em 2014.

Um dos fatores que podem ter contribuído para a demissão da chefe da Secretaria de Comunicação Social foi o conflito de informações sobre a passagem de Dilma Rousseff por Portugal, onde não havia agenda oficial a cumprir, na semana passada. Inicialmente, o governo tentou acobertar a viagem, feita quando a presidente seguia de Davos, na Suíça, para Havana, em Cuba. A versão oficial – de que a parada se deu por causa de imprevistos – também foi derrubada. Helena Chegas chegou a dizer que não sabia que a presidente Dilma Rousseff havia jantado em um restaurante de Lisboa . Depois, fotografias mostraram que a ministra estava no local com Dilma.

A mudança também confirma a crescente influência do ex-ministro Franklin Martins sobre o governo. Martins integrará a equipe de comunicação na campanha eleitoral de Dilma Rousseff.