“O Ibope é comandado por um bandido”, acusa Picciani

Presidente do PMDB do Rio afirma que instituto favorece Crivella desde 2010. Montenegro, o acusado, diz que o deputado foi “burro” e não sabe perder

Presidente do PMDB do Rio de Janeiro, o deputado estadual Jorge Picciani decidiu atacar publicamente o ex-presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro. Desde a eleição de 2010, quando perdeu a disputa pelo Senado para Marcelo Crivella (PRB) e Lindbergh Farias (PT), o peemedebista reclama nos bastidores que foi prejudicado por pesquisas do instituto: segundo Picciani, as sondagens o colocavam com menos intenções de votos do que de fato obteve. Desta vez, ele aponta má fé em relação a Pedro Paulo Carvalho, o candidato escolhido pelo prefeito Eduardo Paes para sucedê-lo que naufragou nas urnas.

Carlos Augusto Montenegro, ex-presidente do Ibope

Montenegro, ex-presidente do Ibope (Divulgação/Divulgação)

A VEJA, Picciani disparou: “O Ibope é comandado por um bandido. Um dia antes da votação no primeiro turno, Montenegro embolou na pesquisa os candidatos de centro, disparou o Crivella e atrapalhou o crescimento do Pedro Paulo”. De acordo com Picciani, Montenegro e Crivella são próximos desde 2010 e conversam o tempo todo. “Até em jantares de arrecadação para o bispo Crivella Montenegro foi”, diz.

Atualmente, Montenegro não tem funções executivas no Ibope, mas ainda é membro do conselho de acionistas. Na última pesquisa do primeiro turno, o instituto de fato errou feio em relação a Crivella. Estimou em 38% os votos válidos no senador, quando o número acabou em 27,7%. O Ibope calculou ainda que Marcelo Freixo teria 14%, Pedro Paulo Carvalho, 11%, e Indio da Costa e Flavio Bolsonaro, 10% cada um. Nas urnas, Freixo alcançou 18,2%, Pedro Paulo 16%, Flavio Bolsonaro 14% e Indio da Costa 8,9%.

Procurado por VEJA, Montenegro rebateu as acusações: “Picciani não sabe conviver com a derrota. Ele não pode falar assim de uma empresa com mais de 70 anos de existência e que acertou a colocação de todos os candidatos da eleição do Rio”. Montenegro nega que esteja atuando a favor de qualquer candidato nestas eleições. Afirma ainda que, ao longo da campanha para a prefeitura, recebeu em sua casa, além de Crivella, Freixo, Indio, Paes e Carlos Roberto Osório, do PSDB.

Sobre a campanha de 2010, em que Picciani também o acusa de manipulação , Montenegro sobe o tom: “Picciani foi burro. Sérgio Cabral e Lula já haviam dito que o certo na ocasião seria explorar a união entre os governos estadual e federal. Ele discordou e achou que o adversário era o Lindbergh. Acabou perdendo”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. adson miranda de almeida

    na política tem que saber perder

    Curtir

  2. João carlos

    Diga ao Piccini que não é só o ibope não,tem varias outras instituições também.

    Curtir

  3. Aloisio Barros

    Esse Ibope deveria acabar ou ser proibido de dar palpites em pesquisas. Sabemos que se o Ibope quiser favorecer um candidato ele faz isso da noite para o dia. Só idiota não vê isso.

    Curtir

  4. Paulo Cesar Martins

    Dois burros ou dois bandidos, resolvam por favor.

    Curtir

  5. almeida falcão

    São dois criminosos ou dois palhaços ? Isso pode ser logo resolvido ?

    Curtir

  6. José Carlos Lopes de Oliveira

    Se fosse só o IBOPE a gente dava um jeito.

    Curtir

  7. PESQUISA ELEITORAL deveria ser crime hediondo e jamais poderia existir, se existe é porque não existe DEMOCRACIA e DECÊNCIA neste Brasil. Pesquisa Eleitoral só traz benefício para fraudar a beneficiar alguns. Ela é DEPRIMENTE, É VERGONHOSO tal prática e TSE faz vista grossa. Eu que sou um podre coitado e semi-analfabeto enxergo isso a muito anos, a mais de trinta anos eu sempre vi que é uma vergonha, pois prejudica até moralmente aquele novo na carreira política, que está tentando iniciar, mas as vezes é até chacoteado perante até em eleitores. Se realmente existe JUSTIÇA NO BRASIL eu creio que um dia alguém capaz e com vergonha na cara vai tomar as providência e arrumar um meio de acabar com esta pouca vergonha. Ora, se o voto é secreto porque pode haver pesquisa? qual o objetivo? tapear pessoas que se diz indecisas. Ora, tanta indecisão e eleitor tem razão, tem partidos demais para eleitores decidir em quem votar, por ser tantos partidos e candidatos demais, nem existe tempo o bastante para que o candidato possa expressar algum projeto de forma um pouco clara. O eleitor é tratado como lixo e deve voltar como se estive participando de uma roleta, atira sem saber em que acertar. O BRASIL PRECISA MUDAR PARA QUE NÓS ELEITORES VOLTEMOS A VER POLÍTICOS COM BONS OLHOS. Hoje, eu tenho raiva de político e mesmo sendo meu melhor amigo, eu caiu fora e corto a amizade, pois sei que nenhum deles em 100% quer na verdade fazer algo de forma como um CIDADÃO BRASILEIRO, mas pensando em seus próprios interesses.

    Curtir

  8. Napoleao Gomes

    O PMDB carioca e o povo carioca também são comandados por um ou mais bandidos!

    Curtir

  9. Marcos André Vieira Gomes

    Se Montenegro é bandido não sei, mas que, tanto Jorge Picciani quanto seu filho são bandidos, não tenho dúvida nenhuma.

    Curtir