Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manaus: Eleições vão ao 2º turno com Artur Neto e Marcelo Ramos

Com 94% das urnas apuradas, o tucano obteve 35% dos votos na primeira rodada, 11 pontos à frente de Ramos, que recebeu 24% dos votos.

Com nove candidatos, a disputa pela prefeitura de Manaus (AM) será decidida em segundo turno entre o atual prefeito, Artur Neto (PSDB), e o ex-deputado estadual Marcelo Ramos (PR). Candidato à reeleição, Neto obteve 35% dos votos (364.487 votos) na primeira rodada, 11 pontos à frente de Ramos, que recebeu 24% dos votos (257.698 votos).

Em terceiro lugar, Silas Câmara (PRB) acabou com 11% dos votos, seguido por José Ricardo (PT), com 10%, Serafim Corrêa (PSB), com 10%, Hissa Abrahão (PDT), com 2%, Luiz Castro (Rede) e Henrique Oliveira (SD), ambos com 1%, e Queiroz (PSOL), com 0,66%.

O resultado das urnas consolida a influência dos grandes caciques na política do Amazonas. A imprevisível aliança dos eternos adversários Artur Neto e Eduardo Braga tirou de campo oposto o candidato Marcos Rotta, que chegava a figurar como um possível vencedor contra o prefeito no segundo turno. Após o acordo, Rotta virou vice de Artur Neto.

Já Marcelo Ramos, depois de criticar a velha política nas eleições de 2014, quando foi candidato pelo PSB ao governo do Amazonas, aliou-se ao ex-prefeito Alfredo Nascimento (PR), migrou para o PR e teve a candidatura chancelada por José Melo (Pros), seu outrora adversário.

Em meio a uma eleição com muitas candidaturas e a consequente pulverização dos votos, os embolados acordos políticos acabaram prevalecendo. A expectativa, agora, é a de que a disputa, que já vinha sendo marcada por ataques, processos judiciais em série e uma intensa guerrilha eleitoral, descambe em tiroteio até o próximo dia 30 de outubro.