Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lava Jato vai ‘até onde fatos levarem’, diz ministro da Justiça

Alexandre de Moraes afirmou que a reunião desta sexta-feira teve um saldo muito importante para a segurança pública do país

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse, em entrevista concedida à Rádio Estadão nesta segunda-feira, que a Operação Lava Jato “vai até onde os fatos levarem”. Segundo ele, essa é uma questão do Poder Judiciário, que tem todo o apoio do Ministério da Justiça e da Polícia Federal. “Até onde o Ministério Público entender necessário o aprofundamento das investigações, teremos operações”, completou.

LEIA TAMBÉM:
Renan é só elogios a Cármen Lúcia: ‘Exemplo de caráter’

Questionado sobre a situação envolvendo o presidente do Senado, Renan Calheiros, na reunião conjunta sobre segurança pública que ocorreu nesta sexta-feira, Moraes disse apenas que o saldo do encontro foi muito importante, porque mostrou união dos três poderes pela segurança pública.

Renan havia chamado Moraes de “chefete de polícia” ao criticar a operação da Polícia Federal que prendeu temporariamente quatro policiais legislativos  em 21 de outubro.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Lago Gonçalves

    Maioria absoluta do povo brasileiro repudiou ESQUERDEOPATAS porque são autoritarios,corruptos,perseguem os que pensam diferente deles e querem impor um DESGOVERNO MARGINAL!

    Curtir

  2. Valdeci Pinheiro de Lima

    Maraes por que nao te calas? Não consegues ficar de boca calada? Acho que o ministro pode fazer uma boa administração, assim como já fez em SP, mas tem que ficar fora dos holofotes. Se houve alinhamento com Renan, não pode ter sido boa coisa. O que é bom para o Renan. não é bom para o Brasil.

    Curtir

  3. Fernando Kozlowski

    Até que enfim um Ministro da Justiça que fala e está agindo pela justiça e segurança pública no Brasil. Esse realmente tem perfil de Ministro da Justiça e não ministro de interesses da política partidária.

    Curtir

  4. Arlindo Soares

    Lava Jato precisa ir até 2050, para fazer uma limpeza na política brasileira.

    Curtir