Lá vai flecha, lá vem flecha

Às vésperas de deixar o cargo, o procurador-geral da República prepara o último bote contra o presidente Michel Temer, mas também vira alvo

Na última quinta-feira, a subprocuradora Raquel Dodge, que, a partir do dia 18 de setembro, substituirá Rodrigo Janot como nova procuradora-geral da República, abriu mão dos 4.377 reais que recebia como auxílio-moradia. Ela é dona de uma confortável casa em Brasília, mas receberá até este mês o que o Ministério Público considera uma “indenização” a procuradores que não têm à disposição imóvel funcional para morar.

A decisão foi anunciada após VEJA indagar a procuradora sobre o benefício. Os detalhes deste caso, da ofensiva contra o procurador-geral Rodrigo Janot e da iminente nova denúncia contra o presidente Michel Temer estão em VEJA desta semana.

Leia esta reportagem na íntegra assinando o site de VEJA ou compre a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite também: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.