Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Julgamento da chapa Dilma-Temer: noite de ‘esquenta’, diz defesa

Para advogados, retomada de ação na Justiça Eleitoral começou com questões consensuais: pontos mais relevantes ficaram para sessão de quarta-feira

Para o advogado Flávio Caetano, que defende a ex-presidente Dilma Rousseff, a sessão desta terça-feira no Tribunal Superior Eleitoral, que retoma o julgamento da chapa que a petista formou com Michel Temer em 2014, foi um ‘esquenta’: os pontos centrais do processo devem ser enfrentados apenas na quarta-feira. Gustavo Guedes, que defende o atual presidente, também ressaltou que os ministros ainda não cuidaram das questões mais relevantes.

Nesta terça-feira, o relator do processo, ministro Herman Benjamin, fez um resumo do processo e iniciou seu voto rejeitando quatro das chamadas questões preliminares, com a concordância unânime do resto do colegiado. Na quarta-feira, a corte deve examinar um dos pontos mais sensíveis para a defesa, a inclusão ou não das delações premiadas da Odebrecht e do casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura nos autos considerados no julgamento.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Cético, muito cético

    Dilma é burra e foi conivente. Sabia de tudo mas não queria saber de nada. Abriu, deixou rolar. Prepotente, “se acha”. Não consegue reconhecer suas limitações. É um mal que tem que ser podado, como o seu mentor, o grande mentiroso e cafajeste.

    Curtir