Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Amigo de Temer tem quase R$ 300 mi em contratos com poder público

Levantamento feito pela Folha de S.Paulo mostra que Argeplan Engenharia, de propriedade do coronel Lima, assinou acordos milionários entre 2009 e 2013

Considerado um dos mais próximos amigos do presidente Michel Temer (PMDB), João Baptista Lima, coronel aposentado da Polícia Militar, é dono da Argeplan Engenharia. Segundo levantamento do jornal Folha de S.Paulo, divulgado nesta segunda-feira, a Argeplan teria assinado, apenas entre 2009 e 2013, contratos com o poder público, entre autoridades federais e estaduais, que somariam ao menos 295 milhões de reais.

O número inclui acertos onde a empresa foi contratada de forma direta, quando a própria Argeplan venceu a licitação, e indiretas, quando acabou sendo subcontratada por empresas vencedoras. Dois dos contratos estão com os pagamentos paralisados, um referente a construção da Ferrovia de Integração Leste-Oeste pela Valec e outro relativo à obra da usina Angra 3.

No primeiro, segundo a Folha, a empresa integra consórcio responsável pela “supervisão das obras”, com uma participação de 22%. Até o momento, a Valec já arcou com 50 milhões de reais pela obra – portanto, a parte da Argeplan seria de cerca de onze milhões. Já na obra de Angra 3 a participação da empresa é menor, sendo sócia de uma empresa subcontratada. O levantamento feito pelo jornal elenca, ainda, contratos de obras com o Metrô e a Dersa, estatais de São Paulo, além do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit). Procurada para comentar a origem dos contratos com o poder público, a Argeplan não quis se manifestar.

Veja também

O coronel

João Baptista Lima se aproximou de Michel Temer nos anos 80, quando o atual presidente entrou na política como secretário de Segurança Pública de São Paulo. Ele é investigado no inquérito aberto contra Temer pela Procuradoria-Geral da República (PGR), tendo sido citado por Ricardo Saud, ex-diretor da JBS, como intermediário do pagamento de um milhão de reais de propina ao peemedebista – parte de um acordo total de 15 milhões – em 2014. Segundo Saud, o repasse ao Coronel Lima, como é conhecido, foi feito “conforme indicação direta e específica de Temer”.

Durante cumprimento de mandado de busca e apreensão na empresa do militar, a Polícia Federal encontrou diversos elementos que o ligam ao presidente da República, como comprovantes de pagamentos, planilhas com “movimentações bancárias”, cronograma financeiro do escritório político de Michel Temer, então deputado federal, além de recibos de obras realizadas na casa da psicóloga Maristela de Toledo Temer, uma das três filhas do peemedebista.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. canalhas, ladrões, assassinos da nação… enquanto nossas crianças morrem de fome, miséria, pelos roubos bilionários destes terroristas, os mesmos ficam milionários, assassinos…. pena de morte já, crimes hediondos e terrorismo…. assassinos da pátria…

    Curtir

  2. Olha que manchete sem-vergonha. Num primeiro momento quem a lê é induzido a entender que o camarada tem os contratos milionários porque é amigo de Temer. Quando se lê o conteúdo da matéria, entretanto, nada fica claro com relação a isto. A manchete “desgarrada” do que traz a matéria tem o condão de chamar o interesse do leitor? Não sei, tenho sérias dúvidas a este tipo de comportamento da imprensa. Tem idiota que lê só a manchete e já sai por aí as dizer asneiras, inverdades. E olha que os contratos ocorreram num período em que Temer era um mero vice-presidente, que mal conversava com a senhora Dilma Rousseff. Isto que acabo de fazer não é, em absoluto, uma defesa do senhor Temer. A ficar provado, constatado, como manda o processo legal, Michel Temer tem que ser punido, sim. Todos, todos mesmos, devem ser punidos por malfeitos que realizaram.

    Curtir

  3. É o que sempre digo, o Brasil não é uma nação…..isto aqui pertence a poucos, o Brasil virou um território divididos por mafiosos para sua exploração.

    Curtir

  4. maria cecilia

    Greve Geral de 30/06

    Curtir

  5. Marco Águila

    Não está claro para vc, José C? Então só desenhando… Mas pelo teor do seu comentário, rescende de longe aos MAVs do Mouco. Se não for o caso, vá estudar um pouco de interpretação de texto.

    Curtir

  6. Antonio Renovável

    E assim a corrupção só vai “mudando de mãos”, no caso contas bancarias, sem nenhuma cerimonia. Agora estão apertando o cerco ao contribuinte para pagarem essas contas.

    Curtir

  7. Leandros Parker

    Quem sairá perdendo com essa amizade?

    Curtir

  8. Flavio Pereira de Carvalho

    Gostaria muito que a revista fizesse uma pesquisa sobre o passado familiar de Temer, no Líbano

    Curtir

  9. Senhor Marco Águila, quem não entendeu o meu recado foi o você. Parece-me que o seu viés ideológico lhe cegou a ponto de não perceber que em nenhum momento eu discordei do texto. Ele é perfeito. O que eu discordei foi da não correlação manchete/texto em termos de essência. O senhor não desconhece – mesmo que desconhecesse não diria porque me parece ser uma pessoa arrogante – que é prática da imprensa fazer manchetes sensacionalistas, o que eu discordo. E o senhor deve respeitar minha opinião discordante, porque não é o dono da verdade.

    Curtir