Mais Lidas

  1. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  2. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  3. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  4. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  5. Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

    Esporte

    Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

  6. Temer tenta cancelar recesso e acelerar impeachment

    Brasil

    Temer tenta cancelar recesso e acelerar impeachment

  7. Leicester City: um pequeno grande time

    Esporte

    Leicester City: um pequeno grande time

  8. Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

    Brasil

    Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

Sony lança no Brasil serviço on-line gratuito de filmes

Crackle exibirá obras de grandes estúdios e terá limite de 150 títulos

Por: Por James Della Valle - Atualizado em

Crackle
Crackle: 'Homens de Preto' será um dos primeiros filmes do serviço no Brasil(Divulgação/VEJA)

A Sony anunciou nesta terça-feira a chegada ao Brasil de seu serviço gratuito de distribuição de filmes on-line, o Crackle. De acordo com a companhia, o objetivo é oferecer um cardápio estimado em 150 obras, incluindo filmes de estúdios como Columbia Pictures, TriStar Pictures, Screen Gems e Sony Pictures Classics. Lançado em abril de 2011 nos Estados Unidos, o projeto conta com uma média de 11 milhões de usuários únicos por mês.

O Crackle vai rivalizar com serviços como Netflix e a NetMovies, ambos pagos, mas ainda não os supera nos países em que está disponível. Afinal, os rivais contam com milhares de filmes e seriados em seus acervos. Para promover a chegada do site ao Brasil, a Sony escolheu seis longas: Men in Black, Bad Boys, Hellboy, Stealing Havard, In the Line of Fire e Hollow Man - todos apresentam opção de dublagem e legendas em português, além do áudio original. O sistema já conta com mais de 100 obras cadastradas.

A companhia afirmou que pretende adicionar novos filmes semanalmente, até chegar à marca de 150 obras. Depois disso, os vídeos mais antigos devem sair do ar para dar espaço a novos conteúdos. Assim como os concorrentes, no futuro, o serviço também poderá ser acessado a partir de dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

Leia mais

Netflix pode virar canal a cabo

Estúdios resistem a serviço da Apple de TV por streaming

Americana Netflix começa a operar no Brasil

TAGs:
Sony
Filme