Lançamento do Novo iPad também tem protestos

Em Nova York, manifestantes lembraram as denúncias de maus-tratos sofridos por operários chineses na fábrica onde são montados tablets e iPhones

- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


A Apple não atraiu apenas fãs para o lançamento do Novo iPad, nesta sexta-feira. Um grupo de manifestantes foi à loja da empresa na Quinta Avenida, em Nova York, para lembrar as denúncias de maus-tratos contra operários das fábricas da empresa taiwanesa Foxconn, na China, onde são motados iPhones e iPads.

A empresa americana tem sido alvo de críticas e é acusada de ser conivente com a exploração de mão de obra. Em resposta às acusações, a companhia permitiu que uma equipe de reportagem visitasse uma fábrica da Foxconn há algumas semanas.

Em entrevista ao site de notícias de tecnologia VentureBeat, Charlene Carruthers, uma das manifestantes, disse que a Apple não deu atenção suficiente aos problemas dos trabalhadores envolvidos em sua cadeia de produção. "Nós queremos que a Apple divulgue uma estratégia que diga claramente como eles pretendem tratar os trabalhadores."

Leia também:

Apple rebate acusações de maus-tratos a operários na Foxconn

Apple vistoriou fábrica em Xangai horas antes de explosão

Fábrica do iPhone na China registra o décimo suicídio

Ameaça de suicídio coletivo reabre crise na Foxconn

TAGs:
iPad
Apple
Trabalho
Protestos