Internet

Anonymous reivindica ataque a site do Bradesco

Página está instável nesta terça-feira, mas instituição não confirma ataque

Grupos crackers afirmam que suas investidas derrubaram o site do Banco Bradesco

Grupos crackers afirmam que suas investidas derrubaram o site do Banco Bradesco (Reprodução/VEJA)

O site Bradesco pode ter sido alvo de ataques crackers nesta terça-feira. A página do banco ficou fora do ar durante parte da manhã. Por volta do meio-dia, a instituição publicou a seguinte nota a respeito: “O site do Bradesco apresentou momentos de intermitência, com volume de acessos acima da média, mas não chegou a ficar fora do ar.”

O grupo Anonymous reivindica a autoria do ataque. Em seu twitter, há mensagens afirmando que o "alvo foi atingido" e que a página do banco "está à deriva".

A tática utilizada pelo Anonymous pode ter sido a chamada de ataque distribuído de negação de serviço (Distributed Denial of Service, em inglês) e consiste em sobrecarregar o site. A página recebe um grande número de acessos ao mesmo tempo e fica indisponível (confira o infográfico abaixo).

Os crackers afirmam que suas investidas derrubaram o site do Banco Itaú nesta segunda-feira. Pessoas envolvidas no ataque anunciam a ação – batizada de #OpWeeksPayment – no Twitter. Os grupos envolvidos afirmam que o objetivo é alertar a população sobre a injustiça e a corrupção que predominam no Brasil. Esta semana foi escolhida para fazer ataques contra as instituições bancárias.

Entenda como crackers derrubam sites - clique sobre a sequência numérica

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados