Mais Lidas

  1. Na casa de Cunha, clima de velório após afastamento

    Brasil

    Na casa de Cunha, clima de velório após afastamento

  2. Saiba como observar a chuva de meteoros desta madrugada

    Ciência

    Saiba como observar a chuva de meteoros desta madrugada

  3. Câmara questiona Lula e Dilma por discursos sobre 'golpe'

    Brasil

    Câmara questiona Lula e Dilma por discursos sobre 'golpe'

  4. Delcídio deve comparecer à CCJ e comprometer Lula e Renan na Lava Jato

    Brasil

    Delcídio deve comparecer à CCJ e comprometer Lula e Renan na Lava Jato

  5. Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

    Entretenimento

    Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

  6. Substituto de Cunha foi notificado de calção e tênis

    Brasil

    Substituto de Cunha foi notificado de calção e tênis

  7. Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se revoltam

    Mundo

    Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se...

  8. Por unanimidade, STF afasta Eduardo Cunha do mandato

    Brasil

    Por unanimidade, STF afasta Eduardo Cunha do mandato

Saiba como identificar e tratar os sintomas da depressão

Especialista tira dúvidas sobre a doença, que atinge 121 milhões de pessoas

Por: Jones Rossi - Atualizado em

Um dos maiores obstáculos ao tratamento adequado da depressão é a recusa em reconhecê-la como uma grave doença. A depressão não é 'frescura', como muitos acreditam. Trata-se de um desequilíbrio químico cerebral. Imagens feitas com aparelhos de ressonância magnética mostram que o cérebro de pessoas com depressão parecem diferentes das pessoas sem o distúrbio. Hoje, a depressão é um problema de saúde pública global, e atinge aproximadamente 121 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. Caracterizada por sintomas como baixa autoestima, sentimento de culpa e perda de interesse em atividades que geralmente são prazerosas, em casos mais graves pode levar ao suicídio. Por isso é importante saber como identificar a doença, quando procurar ajuda médica e também como ajudar alguém doente. Estas e outras questões são respondidas nos vídeos abaixo pelo psiquiatra Ricardo Moreno, coordenador do Programa de Doenças Afetivas do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da FMUSP - IPq HC.

*O conteúdo destes vídeos é um serviço de informação e não pode substituir uma consulta médica. Em caso de problemas de saúde, procure um médico.

*Com reportagem de Vivian Carrer Elias

TAGs:
Cérebro
Pergunte ao Médico