Mais Lidas

  1. Gospel Ana Paula Valadão é criticada por foto no velório da avó

    Entretenimento

    Gospel Ana Paula Valadão é criticada por foto no velório da avó

  2. Zezé Di Camargo alfineta Wesley Safadão: 'Emergente'

    Entretenimento

    Zezé Di Camargo alfineta Wesley Safadão: 'Emergente'

  3. Derrota no 'Power Couple' faz Simony perder a linha

    Entretenimento

    Derrota no 'Power Couple' faz Simony perder a linha

  4. Delator de Paulo Bernardo intermediou negócio milionário após viagem oficial com Lula à África

    Brasil

    Delator de Paulo Bernardo intermediou negócio milionário após...

  5. Laura Keller provoca Simony, a 'surtada', pelo Instagram

    Entretenimento

    Laura Keller provoca Simony, a 'surtada', pelo Instagram

  6. Entenda a diferença entre Inglaterra, Grã-Bretanha e Reino Unido

    Mundo

    Entenda a diferença entre Inglaterra, Grã-Bretanha e Reino Unido

  7. A peixaria de R$ 21 milhões usada na compra do jatinho de Campos

    Brasil

    A peixaria de R$ 21 milhões usada na compra do jatinho de Campos

  8. Processos contra Lula na Lava Jato chegam a Moro

    Brasil

    Processos contra Lula na Lava Jato chegam a Moro

Tempestade de neve paralisa Estado de Nova York

Ruas foram fechadas, serviços de ônibus e metrô suspensos e aeroportos da região não registram pousos e decolagens desde a manhã de sábado

- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


As autoridades de Nova York proibiram, neste sábado, o trânsito de veículos e fecharam pontes e túneis pela forte tempestade de neve, que ameaça a costa leste dos Estados Unidos. O governador Andrew Cuomo proibiu a circulação de veículos em todas as vias locais e estaduais na cidade de Nova York, a partir das 14h30 (17h30 em Brasília), à medida que a neve começa a se acumular.

Leia também:

Nevasca cobre Washington de branco e ameaça costa leste dos EUA

O serviço de ônibus foi suspenso ao meio-dia, e o de metrô, fechado à tarde. Os teatros da famosa avenida Broadway, museus e muitas lojas fecharam as portas, ou sequer abriram. Os três aeroportos da região (John F. Kennedy, LaGuardia e Newark, em Nova Jersey) não registravam pousos nem decolagens desde a manhã deste sábado.

Cuomo e o governador do Estado de Nova Jersey, Chris Christie, também fecharam túneis e pontes que ligam este estado com Manhattan pelo rio Hudson.

A potente tempestade de neve chegou na madrugada deste sábado a Nova York, com rajadas de vento de mais de 80 quilômetros por hora. No meio da manhã, uma camada de neve de 29 centímetros já cobria o Central Park, disse o prefeito Bill de Blasio, em entrevista coletiva.

'Fiquem em casa' - O Serviço Meteorológico Nacional aumentou para entre 50 e 63 centímetros a estimativa sobre o nível de neve que deve cair sobre Nova York. A previsão anterior era de 30 a 45 centímetros. "Esta será, provavelmente, uma das piores tormentas de neve da história da cidade", alertou o prefeito. Segundo o governador Cuomo, o período mais intenso deve ser no início da noite deste sábado.

As autoridades declararam estado de urgência para todo o estado de Nova York e para sua principal cidade. "Fiquem em casa!", reiterou De Blasio, em mensagens divulgadas ao longo do dia para a população. As advertências das autoridades foram ouvidas e, no meio do dia, via-se poucos carros transitando pelas ruas. Vias populares como a Quinta ou a Sexta Avenidas estavam quase vazias.

Nova York foi o último Estado a declarar situação de emergência, já vigente em Washington D.C., Maryland, Virgínia, Pensilvânia, Carolina do Norte, Tennessee, Kentucky, Delaware, Nova Jersey e Geórgia. As perigosas condições nas estradas, por conta da neve e dos fortes ventos, causaram a morte de pelo menos dez pessoas, seis na Carolina do Norte, duas no Tennessee, uma na Virgínia e uma em Kentucky.

(Com agência EFE e France-Presse)

TAGs:
Nova York
Tempestade
Estados Unidos