Mais Lidas

  1. Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

    Entretenimento

    Ex de Susana Vieira vira garçom e vende artesanato na web

  2. Teori concede liminar e suspende Eduardo Cunha do cargo de deputado

    Brasil

    Teori concede liminar e suspende Eduardo Cunha do cargo de deputado

  3. Falta uma semana para descermos a rampa com Dilma, diz ex-ministro

    Brasil

    Falta uma semana para descermos a rampa com Dilma, diz ex-ministro

  4. Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se revoltam

    Mundo

    Clientes de restaurante vegano descobrem que donos comem carne e se...

  5. Governistas já ensaiam discurso de oposição - e cobram até redução de ministérios

    Brasil

    Governistas já ensaiam discurso de oposição - e cobram até redução...

  6. STF arquiva acusação de Delcídio contra Dilma por caso Pasadena

    Brasil

    STF arquiva acusação de Delcídio contra Dilma por caso Pasadena

  7. Atriz revela ser dublê de corpo do nude de Maitê Proença

    Entretenimento

    Atriz revela ser dublê de corpo do nude de Maitê Proença

  8. Suzane Richthofen deixa cadeia em saída do Dia das Mães

    Brasil

    Suzane Richthofen deixa cadeia em saída do Dia das Mães

Igreja Católica confirma 620 casos de pedofilia na Austrália

Abusos teriam sido cometidos nos últimos oitenta anos no estado de Victoria. Arcebispo local classificou números como 'horríveis e vergonhosos'

- Atualizado em

Vaticano e cardeal envolvido em denúncia de complô negaram conspiração para assassinar Bento XVI
Em visita à Austrália, em 2008, Bento XVI pediu desculpas pelos casos de pedofilia no país(Alberto Pizzoli/AFP/VEJA)

A Igreja Católica confirmou 620 casos de abuso de menores cometidos por padres na Austrália desde 1930. O levantamento faz parte de um relatório entregue para a comissão parlamentar que investiga casos de pedofilia dentro de ordens religiosas no estado de Victoria.

Leia mais:

Membro da cúpula da Igreja é condenado por pedofilia nos EUA

'Padres pedófilos destroem credibilidade da Igreja', diz Papa

O arcebispo de Melbourne, Denis Hart, classificou os números levantados como "horríveis e vergonhosos". Em um comunicado, o religioso indicou que a maioria dos abusos aconteceu entre as décadas de 1960 e 1980. Desde 1990, acrescentou, apenas 13 casos foram registrados. Hart afirmou que a Igreja está colaborando plenamente com a comissão, que ainda investiga outros 45 casos. Ativistas, no entanto, acreditam que muitas ocorrências nunca chegaram a público e que o número de vítimas nos últimos oitenta anos pode chegar a 6.000, apenas no estado de Victoria.

"Este relatório demonstra que a igreja está comprometida a enfrentar a verdade e não se esquivar, diminuir ou evitar as ações daqueles que violaram seus votos sagrados", garantiu o arcebispo Hart. Em sua visita à Austrália, em julho de 2008, o papa Bento XVI se reuniu com algumas das vítimas de abusos sexuais cometidos por sacerdotes e pediu perdão em nome da Igreja.

(Com agência EFE)

TAGs:
Vaticano
Abuso Sexual
Pedofilia
Igreja
Australia