Ásia

Confusão em festival no Camboja deixa ao menos 339 mortos

Multidão assistia a show na ilha de Koh Pich quando houve tumulto e empurrões

Camboja

A multidão correu para uma ponte, que ficou apinhada. Ali, muitos foram pisoteados ou jogados para as águas do rio (Tang Chhin Sothy/AFP)

Pelo menos 339 pessoas morreram e centenas ficaram feridas em um tumulto nesta segunda-feira em um festival no Camboja, informou o primeiro-ministro do país, Hun Sen. Os cambojanos celebravam o festival anual da água na pequena ilha fluvial de Koh Pich quando começou a confusão. As causas da tragédia ainda não estão claras.

De acordo com testemunhas, algumas pessoas foram eletrocutadas quando assistiam a um show de música, e o pânico começou. Outras versões indicam que os espectadores desmaiaram por causa do calor. A multidão tentou fugir por uma ponte que liga a ilha às margens do rio. O local ficou apinhado, as pessoas eram pisoteadas e empurradas para as águas.

A polícia iniciou uma investigação que será dirigida por uma comissão especial. O premiê foi à televisão pedir desculpa pelo desastre. Segundo a televisão estatal, dois hospitais reportaram 278 mortos, sendo 240 mulheres. 

Autoridades cambojanas estimam que quase 2 milhões de pessoas estão na capital, Phnom Penh, para o festival de três dias que marca o fim da época das chuvas. A principal atração é uma regata tradicional no rio Tonle Sap.

(Com Agência Estado e Reuters)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados