'Ensaio geral' da Copa já pode ter duas trocas de estádios

Depois da Arena Pernambuco, quase descartada, o Maracanã também pode ser trocado (pelo Engenhão, oferecido pelo Botafogo). Motivo: obras atrasadas

- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


"O Engenhão tem plenas condições. É uma retaguarda do Rio para uma eventual retirada do Maracanã", disse o presidente do Botafogo

O presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, afirmou nesta sexta-feira que o Engenhão, administrado pelo clube, está pronto para receber a Copa das Confederações de 2013 na eventualidade de as obras do Maracanã atrasarem e a Fifa decidir pela troca de estádio. O Rio será uma das sedes da competição, a principal do calendário da Fifa antes da disputa da Copa do Mundo de 2014. O "ensaio geral" para o Mundial pode ter outra troca de estádio além do Maracanã - conforme informou o Radar on-line na quinta-feira, a Arena Pernambuco está quase descartada para a Copa das Confederações. O motivo é o mesmo do Maracanã: obras fora do prazo.

O cartola botafoguense revelou que, no segundo semestre do ano passado, o então presidente da CBF, Ricardo Teixeira, lhe disse que a entidade que controla o futebol mundial havia credenciado o Engenhão para a Copa das Confederações. "O Ricardo foi à Fifa e depois me falou isso. Foi uma medida preventiva, caso houvesse algum problema com o Maracanã", afirmou. De acordo com o dirigente, inspetores da Fifa têm visitado o Engenhão quatro vezes por ano, em média. Isso também ocorre com os representantes do Comitê Olímpico Internacional (COI), com o qual o Botafogo tem uma parceria, lembrando que o Rio será a sede da Olimpíada de 2016.

Leia também:

Leia também: Sorteio para Copa das Confederações de 2013 será no Anhembi

"O Engenhão tem plenas condições de abrigar a Copa das Confederações. É uma retaguarda do Rio para uma eventual retirada do Maracanã", disse Assumpção. O dirigente frisou, no entanto, que acredita que o maior estádio da capital carioca ficará pronto a tempo de abrigar a importante competição da Fifa em 2013, quando o Brasil enfrentará o seu primeiro grande teste como organizador de um torneio de peso com a chancela da entidade. Com a saída da empreiteira Delta Construções do consórcio que toca a reforma do Maracanã, surgiu a dúvida sobre o cumprimento do cronograma das obras do estádio. Por isso, o Engenhão ganhou força como possível opção.

Leia no Radar on-line, por Lauro Jardim:

As empreiteiras estão reclamando de prejuízo até agora nas obras dos estádios da Copa 2014. Isso mesmo, prejuízo, apesar dos orçamentos milionários das arenas. Como os financiamentos do BNDES demoraram a sair, vários projetos estão operando no vermelho.

(Com Agência Estado)

TAGs:
Engenhão
Estádio do Maracanã
Botafogo
Copa do Mundo
Copa das Confederações