Mais Lidas

  1. Exclusivo: delator revela caminho das propinas para operador de Renan e do PMDB

    Brasil

    Exclusivo: delator revela caminho das propinas para operador de...

  2. Andréa de Nóbrega deixa Carlos Alberto e 'A Praça É Nossa'

    Entretenimento

    Andréa de Nóbrega deixa Carlos Alberto e 'A Praça É Nossa'

  3. Moro reabre ação que envolve executivos da Andrade Gutierrez

    Brasil

    Moro reabre ação que envolve executivos da Andrade Gutierrez

  4. Campanha de Dilma recebeu R$ 2 mi de investigada na Boca Livre

    Brasil

    Campanha de Dilma recebeu R$ 2 mi de investigada na Boca Livre

  5. Ciro defende 'sequestrar' Lula em caso de pedido de prisão

    Brasil

    Ciro defende 'sequestrar' Lula em caso de pedido de prisão

  6. Patricia Abravanel bate na África e apanha nas redes

    Entretenimento

    Patricia Abravanel bate na África e apanha nas redes

  7. Defesa pede suspensão da investigação e revogação da prisão de Paulo Bernardo

    Brasil

    Defesa pede suspensão da investigação e revogação da prisão de...

  8. Pelados no trabalho: meme na Bielorrússia espalhou 'nudes' nas redes sociais

    Mundo

    Pelados no trabalho: meme na Bielorrússia espalhou 'nudes' nas...

Corinthians oficializa custo do Itaquerão: R$ 820 milhões

Clube informou que fechou acordo com a Odebrecht para construção do estádio. Prefeito de São Paulo assina na quarta lei de incentivos fiscais à obra

- Atualizado em

  • Voltar ao início

  • Todas as imagens da galeria:


O Corinthians oficializou nesta terça-feira o acordo fechado com a Odebrecht para que a construtora seja a responsável pela construção do Itaquerão, nos moldes exigidos pela Fifa, a fim de possibilitar que o novo estádio receba a abertura da Copa do Mundo de 2014. De acordo com o clube, a obra foi orçada em 820 milhões de reais - como havia adiantado a coluna Radar On-line, de Lauro Jardim.

O Itaquerão, segundo o Corinthians, irá fazer uso das linhas de financiamento disponíveis para a Copa do Mundo. A garantia financeira do negócio será assegurada "inicialmente" pela Odebrecht Participações e Investimentos S.A, braço da empresa que atua no investimento em setores de infraestrutura, transportes, logística, arenas esportivas e irrigação.

A obra será tocada pela Odebrecht Infraestrutura, que trabalha na execução de projetos nos setores de transportes, mineração, saneamento, arenas esportivas, irrigação e logística. O projeto vencedor foi feito pelo Escritório Coutinho, Diegues, Cordeiro Arquitetura.

A contratação da obra acontecerá pelo regime de custo fixo. De acordo com o clube, o custeio será divido em duas fontes. O Corinthians arcará com o "custo do seu estádio", enquanto os Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CID), que serão concedidos pela Prefeitura de São Paulo, fornecerão os recursos para a adequação do Itaquerão aos padrões Fifa para receber a abertura da Copa.

Na nota, o Corinthians argumenta a favor da concessão das CID's e diz que as obras de infraestrutura complementares à construção do estádio serão providas pelo Governo do Estado.

No comunicado em seu site oficial, o clube ainda agradece um "verdadeiro mutirão de solidariedade" para que São Paulo pudesse abrigar a abertura. Lista o prefeito Gilberto Kassab e seus "laboriosos" secretários, os vereadores da cidade, o governador Geraldo Alckmin e seu antecessor José Serra, além dos respectivos secretários, o governo federal - Lula e Dilma, únicos citados nominalmente -, o ministério do Esporte, o BNDES, e a Odebrecht.

Kassab - O prefeito da capital paulista assina nesta quarta-feira a lei que libera 420 milhões de reais em impostos no terreno da construção do Itaquerão. No evento, o presidente corintiano Andrés Sanchez irá receber também o governador Geraldo Alckmin, além do ministro do Esporte, Orlando Silva. A ajuda fiscal foi aprovada no início do mês na Câmara Municipal de São Paulo.

Pelo Projeto de Lei 288/2011, a prefeitura é autorizada a liberar a emissão de Certidões de Incentivo ao Desenvolvimento (CID's) e descontos em impostos como IPTU e ISS. O incentivo é aberto para projetos que ajudam no desenvolvimento da zona leste da capital paulista.

(Com agências Estado e Gazeta Press)

Leia também:

São Paulo fecha novela de 2014 com cheque de R$ 420 mi

TAGs:
Copa do Mundo