Ensino superior

MEC divulga relação de universidades do ProUni

Programa concede bolsas de estudo em universidades particulares

O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta quarta-feira a relação de universidades que participam do Programa Universidade Para Todos (ProUni). As ofertas valem para o primeiro semestre de 2012. Ao todo, serão distribuídas 195.030 bolsas, sendo 98.728 integrais e 96.302 parciais (50% da mensalidade). As inscrições vão de 14 a 19 de janeiro. Participam 1.321 instituições de ensino, entre universidades, centros universitários e faculdades.

Consulte a oferta de bolsas de estudos do ProUni por estado
Consulte a lista de bolsas do ProUni por município
Consulte a lista de bolsas por universidades
Consulte a lista de bolsas por centros universitários

A seleção de estudantes será feita a partir da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A primeira chamada será divulgada em 22 de janeiro. A partir do dia seguinte, até 1º de fevereiro, o candidato pré-selecionado terá prazo para comparecer à instituição de ensino para apresentar a documentação e providenciar a matrícula. A segunda chamada está prevista para 7 de fevereiro, com prazo para matrícula e comprovação de informações até o dia 15.

Ao fim das duas chamadas, os candidatos não selecionados ou aqueles que foram pré-selecionados em cursos sem formação de turma podem manifestar interesse em fazer parte da lista de espera, que será usada pelas instituições participantes para a ocupação das bolsas disponíveis. O período para manifestação de interesse na lista irá de 22 a 24 de fevereiro.

Ao fim desse prazo, serão feitas duas convocações dos integrantes. A primeira, em 27 de fevereiro, com prazo para comprovação de documentos e matrícula de 28 do mesmo mês até 2 de março. A segunda, em 9 de março, com prazo de 12 a 15 do mesmo mês.

Podem se candidatar às bolsas integrais estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (933 reais, a partir de 1º de janeiro). As bolsas parciais são destinadas a candidatos com renda familiar de até três salários mínimos (1.866 reais, em janeiro) por pessoa. Além de ter feito o Enem 2011, com um mínimo de 400 pontos na média das cinco notas do exame e pelo menos nota mínima na redação, o candidato deve ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou, em caso de escola particular, na condição de bolsista integral.

Professores da rede pública de ensino básico que concorrem a bolsas em cursos de licenciatura, normal superior ou de pedagogia não precisam cumprir o critério de renda, desde que estejam em efetivo exercício e integrem o quadro permanente da escola na qual atuam.

Leia também:

SiSU oferecerá 108.500 vagas em universidades públicas

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados