Sistema financeiro

HSBC reduz juros do crédito para pessoa física

Banco inglês é o primeiro de capital privado a anunciar a diminuição das taxas após os programadas divulgados pela Caixa e pelo Banco do Brasil

agência do HSBC em Nova York

HSBC corta juros de CDC, financiamento de veículos e crédito consignado (Andrew Burton/Stringer/Getty Images/VEJA)

No financiamento de veículos, o HSBC baixou juros de 1,48% para 0,98% ao mês – o mesmo nível da taxa cobrada pela Caixa

O HSBC anunciou nesta quinta-feira redução dos juros em algumas modalidades de crédito voltadas para pessoa física. Os cortes foram realizados nas linhas de empréstimo pessoal, financiamento de veículos e crédito consignado, segundo comunicado do banco à imprensa. As taxas menores começam a vigorar imediatamente.

O HSBC foi o primeiro banco privado a reduzir taxas. Na segunda-feira, a Caixa Econômica Federal baixou os juros, com alguns dos cortes chegando a 88%. Na semana anterior, o Banco do Brasil já havia anunciado taxas menores. Na terça-feira, o Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul) também cortou seus juros.

No banco privado de origem inglesa, a taxa mínima do crédito pessoal caiu de 2,45% ao mês para 1,99%. No financiamento de veículos, de 1,48% para 0,98%, mesmo nível do juro cobrado pela Caixa. No crédito consignado, com desconto em folha de pagamento, a taxa saiu de de 1,59% para 0,99%.

Nesta quinta-feira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que os bancos privados têm espaço para reduzir os juros e que o governo não iria atender às solicitações da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Anteontem, o presidente da entidade, Murilo Portugal, entregou cerca de 20 demandas dos bancos para baixarem os juros, que incluem redução de compulsórios e mais garantias do tomador para concessão de empréstimos.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados