Tarja BBB

Televisão

Vitória de Fael pode ter antecipado a final do BBB12

Caipira venceu João Carvalho de lavada: ele recebeu apenas 15% dos votos do público nesta terça-feira, contra 85% do mineiro

Maria Carolina Maia
Fael durante o BBB12

Fael durante o BBB12 (Frederico Rozário/TV Globo)

Sem casamento entre os protagonistas e com os vilões já punidos pelo público, o último capítulo do Big Brother Brasil 12 não deve trazer surpresas. O paredão da noite desta terça-feira pode, inclusive, ter antecipado o resultado desta edição. Favorito para levar o prêmio de 1,5 milhão de reais, o caipira Fael mostrou sua força: venceu o mineiro João Carvalho, sobrevivente de outros quatro paredões, de lavada. Foram apenas 15% dos votos para Fael, contra 85% para João.

VOTE: Quem deve vencer o BBB12?

Num momento de Aguinaldo Silva, o apresentador Pedro Bial fez um discurso em que opôs realidade e aparência, curva e retidão, como se descrevesse o argumento de Fina Estampa, a novela das nove. Um discurso que, diga-se de passagem, é um clichê do próprio Bial: mal começou a falar, o jornalista teve de engolir uma observação de Fael. “De novo esse discurso?”, disparou o caubói.

“Há quem identifique retidão com virtude, em oposição às curvas. Curvas seriam coisa de quem quer dar uma volta... Em alguém... Será que isso vale sempre? Será que isso vale no Big Brother? O que é tão bonito na linha reta? Talvez justamente o fato de ela não existir, ser uma invenção humana, algo artificial. Artificial ou ilusório. A única linha reta da natureza, o horizonte, é ilusória, uma ilusão de ótica”, disse Bial, em seu discurso para convertidos em folhetim.

O jornalista ficaria mais de dois minutos falando sobre a geometria moral do BBB12 e tecendo uma ode à falha natureza humana, para enfim anunciar que João Carvalho, um representante das curvas – menos pelo corpo que conseguiu reduzir na casa do que pelas tatuagens, piercings, orientação sexual e inclinação para a fofoca que carrega consigo – estava eliminado. E Fael, com aquele penteado de garoto que vai à quermesse, um típico representante do reino das retas, seguia firme no jogo.

Ao que tudo indica, o discurso do jornalista pode ganhar uma segunda reprise, na final do BBB12, prevista para a próxima semana. Exatamente por seu caráter folhetinesco, o reality show tende a premiar o mocinho. Menino do interior, tímido – foi preciso trazer uma atirada participante da Espanha para agarrá-lo – e pregador da amizade em detrimento do jogo, uma das atitudes que mais contam pontos junto ao espectador, Fael é o bom selvagem desta edição do programa, na definição do filósofo suíço Jean-Jacques Rousseau. Para quem, como diria Bial, a civilização é a curva que destrói a retidão. 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados