São Paulo

PM expande operação para mais bairros na Zona Sul

Regiões de Campo Limpo e Capão Redondo também devem sofrer intervenção policial, como acontece na favela de Paraisópolis desde segunda-feira

Operação Saturação da Polícia na favela de Paraisópolis, São Paulo

Operação Saturação da Polícia na favela de Paraisópolis, em São Paulo (Moacyr Lopes Junior/Folhapress)

A Polícia Militar iniciou no fim da tarde desta quinta-feira, véspera de feriado nacional, a expansão da Operação Saturação para vários bairros da região de Campo Limpo e de Capão Redondo, ambos na Zona Sul de São Paulo. Segundo a PM, o objetivo da ação é coibir o tráfico de drogas e os altos índices de violência.

De acordo com o comandante do batalhão da área, o tenente coronel Deufrânio Barbosa de Carvalho, a ação é agregada à ocupação de Paraisópolis, e tem relação com as investigações.

Leia também:
Ordem para matar PMs saiu de Paraisópolis, diz governo
Mortes são retaliação ao trabalho da polícia, diz governo

Com cerca de 300 homens participarão nesta segunda operação do gênero deflagrada pela PM esta semana. Na última segunda-feira, cerca de 600 homens passaram a atuar diretamente na Favela de Paraisópolis. Também houve uma ação pontual na favela São Remo. 

Soldados dos Programas de Policiamento – como Bases Comunitárias de Segurança, Bases Comunitárias Móveis, Força Tática e Rocam – terão apoio do Grupamento Aéreo. De acordo com o comandante do 37º Batalhão da PM, a corporação está fazendo maior cobertura visando a diminuição dos crimes na capital. O feriado de Finados será usado para auxiliar a procura por foragidos da Justiça, diz o tenente coronel.

Segundo Carvalho, a Operação Saturação deve atingir ainda outros pontos da capital, conforme as investigações apontarem a necessidade de mais ocupações. Na operação em Paraisópolis já foram presas 17 pessoas em flagrante, além de apreensões de drogas. A ocupação começou há quatro dias e deve durar um mês.

No caso de Campo Limpo, a operação também terá como foco a prevenção e prisão de criminosos. No entanto, diferentemente da operação em Paraisópolis, os trabalhos serão encerrados ainda na madrugada deste sábado. Segundo a polícia, serão usadas 93 viaturas, 43 motocicletas e duas aeronaves. 

(Com Estadão Conteúdo)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados