Mais Lidas

  1. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  2. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  3. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  4. Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

    Esporte

    Felipe Melo entra de sola e detona comentarista Neto

  5. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  6. Leicester City: um pequeno grande time

    Esporte

    Leicester City: um pequeno grande time

  7. PMDB lança programa de governo

    Brasil

    PMDB lança programa de governo

  8. Temer tenta cancelar recesso e acelerar impeachment

    Brasil

    Temer tenta cancelar recesso e acelerar impeachment

Nuvem vulcânica volta a cancelar voos para Buenos Aires

Gol e TAM suspenderam partidas para a capital argentina na tarde desta sexta-feira; aeroporto de Montevidéu também foi afetado

- Atualizado em

A nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue voltou a atrapalhar os voos na tarde desta sexta-feira. Por volta das 15 horas, a Gol cancelou todas as partidas com origem e destino nos aeroportos de Buenos Aires e Montevidéu.

A TAM continua operando normalmente para a capital uruguaia, mas também suspendeu os voos para a Argentina. A empresa aérea operou a última partida do dia para Buenos Aires pela manhã e cancelou os voos programados para o destino nesta sexta-feira. No fim do dia, a empresa reavaliará as condições meteorológicas para decidir se volta a operar neste sábado.

O trecho que liga Buenos Aires à Assunção também foi afetado e a Gol cancelou as partidas que realizam esta rota. A empresa orienta os passageiros com viagens programas aos destinos mencionados que permaneçam em suas cidades de origem e verifiquem a situação dos voos antes de se dirigir ao aeroporto.

Recomendação - Os passageiros que se sentirem prejudicados pelos cancelamentos devem exigir os direitos previstos pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Para atrasos de duas horas, as companhias aéreas são obrigadas a fornecer alimentação adequada ao tempo de espera. A partir de quatro horas de atraso, os passageiros têm direito a acomodação em local adequado ou hospedagem, quando necessário.

TAGs:
Buenos Aires