São Paulo

Mulher tentou conter homem que matou casal de vizinhos em Alphaville

O comerciante Vicente D'Alessio Neto se irritou com o barulho do apartamento de cima e disparou seis tiros contra o casal que morava no local

Crime aconteceu em prédio de Alphaville, bairro nobre da Grande SP

Vizinhos relataram que as brigas entre os moradores eram recorrentes (Reprodução / TV Globo)

A mulher do comerciante Vicente D'Alessio Neto, de 63 anos, que matou dois vizinhos e depois se suicidou em Alphaville, na noite desta quinta-feira, afirmou em depoimento à polícia que tentou impedir o marido de sair com a arma de casa, mas não conseguiu. A Secretaria de Segurança Pública não informou o nome dela. Os vizinhos relataram que as brigas entre os moradores eram recorrentes. Os três corpos estão no Instituto Médico Legal (IML) aguardando a liberação.

Segundo a esposa de D'Alessio, o marido havia chegado em casa por volta das 20h e estava assistindo televisão quando se irritou com o barulho no 12º andar - ele morava no apartamento de baixo. De acordo com o relato dela, D'Alessio gritou com os vizinhos da sacada e, em seguida, decidiu pegar um revólver calibre 38.

Por volta das 21h, D'Alessio entrou no apartamento dos vizinhos e disparou seis tiros, matando Fabio de Rezende Rubim, de 40 anos, que era subsíndico do prédio, e sua mulher, a dentista Miriam Cecilia Amstalden Baida, que completaria 38 anos nesta sexta-feira. Em seguida, Vicente se matou dentro do elevador do prédio, que fica em um condomínio na Avenida Marcos Penteado Uchôa Rodrigues, em Alphaville.

A filha do casal, de um ano e meio, também estava no local, mas não ficou ferida. Ela está sob os cuidados da avó.

Leia também:
Polícia prende suspeito de estupro na Marginal Tietê
A crueldade por trás de crimes que assustam o país

(Com Estadão Conteúdo)

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados