Tarja para tema de chuvas

São Paulo

Itaóca: 13 pessoas seguem desaparecidas após chuvas

Cidade do interior foi atingida por uma tromba d´água no início da semana

  • Carro destruído após fortes chuvas na região do Vale do Ribeira

    Ivan Edson/Divulgação

  • Destruição após chuvas no município de Itaoca

    Ivan Edson/Divulgação

  • Destruição após chuvas no município de Itaoca

    Ivan Edson/Divulgação

  • Pelo menos dez pessoas, incluindo duas crianças, morreram depois que um temporal que atingiu a cidade de Itaoca, no Alto Ribeira, no Estado de São Paulo

    Ivan Edson/Divulgação

  • Pelo menos dez pessoas, incluindo duas crianças, morreram depois que um temporal que atingiu a cidade de Itaoca, no Alto Ribeira, no Estado de São Paulo

    Ivan Edson/Divulgação

  • Bombeiros ainda vasculham rios da região em busca de sobreviventes

    Ivan Edson/Divulgação

  • Destruição causada pelas chuvas na região de Alto Ribeira, em São Paulo

    Divulgação

  • Governador Geraldo Alckmin na região do Alto Ribeira, em São Paulo

    Divulgação

  •  Bombeiros ainda vasculham rios da região em busca de sobreviventes

    Ivan Edson/Divulgação

Foto 0 / 9

Ampliar Fotos

(*Atualizada às 15h36)

Treze pessoas continuam desaparecidas na cidade de Itaóca, no Vale do Ribeira, em São Paulo, após as chuvas que assolaram a cidade no início da semana. A Defesa Civil do Estado de São Paulo informou que até o momento 14 pessoas morreram nas chuvas que atingiram o município.

Cerca de cem casas e estabelecimentos comerciais foram afetados pela enchente e dezenove ruíram completamente. Mais de trezentas pessoas continuam desalojadas e vinte estão abrigadas em uma escola estadual. Lojas, mercearias, açougues e residências caíram ou estão tomadas por lama e entulho. A base da Polícia Militar e o único cartório de notas e registro civil da cidade também foram tomados pela sujeira.

Carros com alimentos, água, cobertores, colchões e roupas foram enviados por municípios vizinhos. A Secretaria de Saúde do Estado enviou mais uma equipe com médico e enfermeiras para atender a população. A Cruz Vermelha está na cidade com catorze integrantes, divididos em equipes de enfermeiros, socorristas e ajuda humanitária.

Mudança geográfica – A tromba d’água que atingiu Itaóca foi tão intensa que mudou a geografia da região. O Rio Palmital e seu afluente, o Guarda Mão, correm no fundo de um vale em forma de funil, ladeado pelas encostas altas e íngremes da Serra de Paranapiacaba. O aguaceiro atingiu as encostas e descolou pedras, que rolaram morro abaixo. A água da chuva ganhou velocidade ao escorrer pelo morro e chegou como uma avalanche ao leito dos rios.

(Com Estadão Conteúdo) 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados