- Atualizado em

Câmeras de segurança mostra o executivo da Yoki, Marcos Kitano Matsunaga, no elevador do prédio onde morava
Câmeras de segurança mostra o executivo da Yoki, Marcos Kitano Matsunaga, no elevador do prédio onde morava(Reprodução/VEJA)

Fotos de partes do corpo do empresário Marcos Matsunaga, de 42 anos, esquartejado pela mulher em maio, vazaram na internet nesta quinta-fera. Imagens da cabeça, do tronco e dos membros do diretor-executivo da empresa de alimentos Yoki podem ser encontradas em sites de busca.

As fotografias fazem parte do inquérito que investigou o crime cometido por Elize Matsunaga, de 30 anos. Ela confessou ter atirado e esquartejado o marido, encontrado morto no dia 20 de maio. Elize está presa no presídio feminino de Itapevi, na Grande São Paulo, e aguarda decisão se vai a júri popular.

A assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública informou que a Corregedoria da Polícia Civil já solicitou o expediente à Superintendência da Polícia Técnico-Científica. De acordo com a Corregedoria, assim que o expediente chegar será analisado e, se constatada a autenticidade das imagens, será instaurado um processo para apurar se o eventual vazamento das fotos ocorreu no âmbito da Polícia Civil, Técnico-Científica ou em algum outro órgão público.

Matsunaga traía a mulher com uma garota de programa de 23 anos, identificada apenas como Natália. Elize descobriu a traição e matou o marido. Os vídeos do circuito interno do edifício onde o casal Matsunaga morava, na Vila Leopoldina, zona oeste de São Paulo, mostram a sequência de acontecimentos que demonstram como Elize executou a morte do marido no dia 20 de maio.

As imagens mostram o casal chegando ao prédio no sábado, por volta das 18h30, acompanhado da babá e da filha do casal, nos braços de Elize. Segundo a polícia, a babá é dispensada logo em seguida, mas essas imagens não foram divulgadas até agora.

Em seguida, por volta das 19h30, Matsunaga desce sozinho pelo elevador para buscar uma pizza no andar térreo. Ele aparece falando ao telefone - com o pai, segundo a polícia. Minutos depois, o empresário retorna ao apartamento levando a pizza nas mãos. São as últimas imagens do empresário com vida.

Às 5 horas da manhã de domingo, dia 20, outra babá chega ao edifício. Elize sai do apartamento por volta das 11h30 da manhã, vestida com uma jaqueta vermelha, e com três malas de rodinhas: segundo o depoimento que prestou à polícia, ali, estava o corpo esquartejado de Matsunaga. Elize retorna ao edifício com a mesma roupa cerca de 12 horas depois. Desta vez, ela está sem as malas.

Oito crimes passionais que chocaram o Brasil

Leia também:

Justiça nega liberdade a Elize Matsunaga

Amante de Matsunaga diz que ele tinha medo de Elize

Amante de Marcos Matsunaga confirma relacionamento Viúva confessa ter matado e esquartejado executivo da Yoki

TAGs:
Crime
Yoki
São Paulo