Mais Lidas

  1. Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

    Brasil

    Lula sempre ganhou mensalinho da OAS, diz empreiteiro

  2. Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

    Brasil

    Temer monta seu governo: “Quero entrar para a história”

  3. Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

    Brasil

    Janot pede ao STF que proíba PF de negociar delações

  4. A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

    Brasil

    A miss-bumbum e o clima de fim da festa no Planalto

  5. Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

    Brasil

    Senadora governista tenta paralisar comissão do impeachment

  6. Denúncia contra Dilma não deve ser ampliada, diz Lira

    Brasil

    Denúncia contra Dilma não deve ser ampliada, diz Lira

  7. FHC presta depoimento à PF sobre acusações de ex-amante

    Brasil

    FHC presta depoimento à PF sobre acusações de ex-amante

  8. Pimentel condecorou mais da metade dos desembargadores do TJ-MG

    Brasil

    Pimentel condecorou mais da metade dos desembargadores do TJ-MG

Estudante é morto por reclamar de preço de jantar

Mário dos Santos Sampaio, de 22 anos, foi esfaqueado pelo dono de churrascaria, no Guarujá, no litoral paulista

- Atualizado em

Um estudante universitário de 22 anos foi morto a facadas pelo dono de um restaurante no Guarujá por reclamar do preço da refeição. O crime aconteceu na noite desta segunda-feira, poucas horas antes da virada do ano, quando Mário dos Santos Sampaio, que é de Campinas, jantava com a namorada e amigos na churrascaria.

Segundo informações do Bom Dia Brasil, da TV Globo, Sampaio não concordou em pagar o valor de 19,90 pelo rodízio porque, quando entraram no estabelecimento, um cartaz na porta anunciava o preço de 12,99 reais. Mário reclamou com o gerente, que chamou o pai, que é dono do restaurante. A discussão se transformou em briga e, segundo testemunhas, Sampaio foi agredido por funcionários do restaurante.

Em seguida, o dono do restaurante pegou uma faca e deu três golpes nas costas do universitário, fugindo em seguida com o filho e os demais funcionários da churrascaria que agrediram Sampaio. Uma ambulância foi chamada, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu.

A Polícia Civil do Guarujá abriu um inquérito para apurar o crime. Até o momento, nenhum dos envolvidos no crime foi preso. O enterro do universitário será nesta manhã.

TAGs:
Crime
São Paulo