Rio de Janeiro

Bombeiro libera quartel para participar de orgia com casal

Fotos do trio na escada magirus e dentro de viatura foram postadas na internet

Trio fez sexo na viatura do Corpo de Bombeiros e na escada magirus

Trio fez sexo na viatura do Corpo de Bombeiros e na escada magirus (Alexandre Vieira/Agência O Dia)

Um cabo do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro foi denunciado por pederastia, depois de admitir ter aberto as portas de um quartel de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, para um casal que tinha o fetiche de fazer sexo com ele no local. Um sargento, acusado de facilitar a entrada da dupla, também está sendo processado. 

Usando o codinome de 'bombeiro dotado', o militar conheceu o 'ksal fetiche' em um site de relacionamentos, em junho do ano passado. O caso foi descoberto quase dois meses depois, quando o casal decidiu publicar fotos da orgia: eles aparecem nus na escada magirus de um caminhão da corporação e até dentro de uma viatura. Um terceiro militar que viu as imagens avisou os superiores.

Com exceção do sargento, encarregado de vigiar o entorno, nenhum dos militares que estavam de plantão percebeu a festinha que ocorreu na garagem onde estavam as viaturas. O caso, ocorrido no 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Nova Iguaçu, foi revelado com exclusividade pelo jornal O Dia.

Uma sindicância interna concluiu que houve crime militar e menosprezo ao uniforme - a mulher usou a blusa do militar durante o sexo. O cabo foi punido com 30 dias de prisão disciplinar e o sargento, com 20. Se condenados, os dois podem pegar de seis meses a um ano de detenção.

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados